Queloides: dicas, como evitar

Queloides: dicas, como evitar

O queloide é umas das consequências pós-cirúrgicas mais temidas pelas pessoas. No entanto, ela é possível de ser prevenida através de alguns cuidados. Conheça…

Por Editorial MDT em 22/11/2012

O queloide é umas das consequências pós-cirúrgicas mais temidas pelas pessoas. No entanto, ela é possível de ser prevenida através de alguns cuidados. Conheça abaixo algumas dicas de como evitar os queloides.

Saiba como tratar as cicatrizes.

Os queloides são as consequências mais temíveis nos pós-operatórios. (Foto: divulgação)

 Conhecendo mais sobre a queloide

Dependendo das características da cicatrização, ela pode resultar ou não em pele lisa. Em geral, as cicatrizes mais grossas ou hipertrofiadas e que são denominadas de queloides, resultam da proliferação celular de tecidos fibrosos, além de crescimento exagerado. Esse tipo de cicatrização pode aparecer em locais de trauma, cirurgia, úlceras de pressão, vacinas e acnes.

Como características principais apresenta uma cicatrização com textura mais espessa, podendo ou não ultrapassar os limites do processo cicatrizante. Algumas pessoas são mais propensas ao desenvolvimento de queloides, podendo apresenta-las em diversos locais do corpo.

Regiões mais propensas ao desenvolvimento de queloides

Uma pessoa que tem maior tendência a desenvolver os queloides, pode apresenta-los em diversas partes do corpo. No entanto, existem algumas regiões que a incidência desse problema é maior. Entre elas, podemos citar:

  • Região anterior do tórax;
  • Ombros;
  • Parte superior das costas;
  • Queixo;
  • Porção inferior das pernas.

    A região dos ombros e da parte superior das costas são os locais mais suscetíveis ao desenvolvimento de queloides. (Foto: divulgação)

 Características físicas dos queloides

Os queloides, normalmente, costumam ser assintomáticos, sendo uma característica visual e tátil. Eles apresentam-se brilhantes, lisos e de aspecto arredondado e estão elevados na pele. Em outros casos, eles podem ser macios, firmes ao toque, podendo manifestar coceira local, aumento da sensibilidade e incômodo. Devido a seu aspecto visual, muitos indivíduos sentem vergonha e procuram esconder o problema.

Aprenda a prevenir os queloides

De maneira geral, a pessoa que sofreu algum tipo de procedimento ou episódio que tenha resultado na lesão da pele, deve realizar alguns cuidados para a prevenção dos queloide. Conheça alguns:

  • Cobrir a ferida com fita de papel hipoalergênico;
  • Cobrir a ferida com folhas feitas de gel de silicone;
  • Usar injeções de corticoide;
  • Realizar radioterapia no local;
  • Evite a exposição solar no local.

Vale ressaltar que o tratamento profilático deve ser avaliado pelo médico especialista, de forma a evitar futuras consequências.

Algumas opções de tratamento para os queloides

Os queloides não possuem um tratamento único e, infelizmente, a maioria dos tratamentos existentes no mercado, não possuem resultados satisfatórios. Em geral, os especialistas associam dois ou mais tratamentos para aumentar a eficácia.  Além disso, para que os resultados sejam satisfatórios, é ideal que o indivíduo procure o tratamento o mais rápido possível.

Saiba como evitar o desenvolvimento do queloide. (Foto: divulgação)

Os queloides são um dos problemas cicatriciais mais temidos pela população. Assim, é importante seguir as dicas para evitar o desenvolvimento de queloides. No entanto, diante dessa alteração de pele, busque a orientação de um médico especialista.

Conheça a betaterapia para remover as cicatrizes.

Top