Gastrectomia Vertical com interposição ileal: Benefícios e Malefícios

Utilizada para tratar diabetes e reduzir o peso, a Gastrectomia Vertical com interposição ileal ganhou destaque na imprensa nacional nos últimos dias, por causa…

Utilizada para tratar diabetes e reduzir o peso, a Gastrectomia Vertical com interposição ileal ganhou destaque na imprensa nacional nos últimos dias, por causa do ex-jogador Romário, que fez uso do procedimento recentemente.

Gastrectomia Vertical com interposição ileal: Benefícios e Malefícios (Foto: Pixabay)

Após a cirurgia, o senador, que acaba de completar 51 anos de idade, teve uma perda de peso imediata de 10 kg, e as fotos postadas por ele nas redes sociais chamaram a atenção de todos, despertando a curiosidade em torno do procedimento, que é um dos vários tipos de cirurgia bariátrica.

A técnica, desenvolvida pelo médico Áureo Ludovico de Paula, também já foi utilizada pelo apresentador Faustão, em 2009, igualmente com o objetivo de tratar diabetes e reduzir o peso. Apesar do sucesso nesses dois casos, a cirurgia rende muitas polêmicas e pode trazer alguns problemas para quem se submete a ela.

Gastrectomia Vertical com interposição ileal: Benefícios e Malefícios

Romário passou pela cirurgia recentemente (Foto: Reprodução Instagram Romário)

O que é gastrectomia vertical com interposição ileal? Trata-se de uma técnica experimental na qual o íleo (parte terminal do intestino delgado) é movido para cima, ficando mais perto do estômago, o que contribui para uma maior produção do hormônio GLP-1, que estimula a produção de insulina e que ajuda a controlar o apetite.

Ou seja, essa é uma cirurgia para tratar diabetes (esse foi o motivo da cirurgia de Romário, que queria controlar a diabetes tipo 2), mas como ela inclui uma redução do estômago, também acaba contribuindo para a perda de peso.

A técnica é usada principalmente para controlar diabetes (Foto: Pixabay)

Sendo assim, os principais benefícios da gastrectomia vertical com interposição ileal incluem o controle da diabetes e a redução de peso em pacientes obesos ou com sobrepeso, oferecendo uma melhor perspectiva de vida a quem sofre com esses problemas.

No entanto, há também os malefícios da gastrectomia vertical com interposição ileal. Um dos principais riscos da técnica é a redução de massa óssea, que pode chegar a 5% ao ano, índice considerado alto, aumentando a possibilidade de fraturas. E assim como em qualquer tipo de cirurgia, ela tem vários outros riscos.

Gastrectomia Vertical com interposição ileal não é aprovada pelo CFM

Um dos benefícios da cirurgia é a perda de peso rápida (Foto: Pixabay)

É importante ressaltar que a interposição ileal não é aprovada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), pois se trata de uma técnica experimental e que requer mais estudos a respeito de sua eficácia e riscos.

Conforme informações divulgadas pela mídia nos últimos dias, o médico que desenvolveu a técnica enfrenta processos na Justiça e uma ação civil do Ministério Público Federal, que pede a proibição da gastrectomia vertical com interposição ileal.

Leia mais sobre esse e outros assuntos navegando pelo Mundo das Tribos.


Top