Freira da nome de Papa para o filho que diz não saber como concebeu

Para ser uma freira é necessário ter identificado um dom para dedicar a sua vida toda às obras de Deus. Além de ter que…

Por Élida Santos em 20/01/2014

Para ser uma freira é necessário ter identificado um dom para dedicar a sua vida toda às obras de Deus. Além de ter que usar trajes que esconda partes do seu corpo, um manto sobre os cabelos como a mãe de Deus, Maria, as religiosas fazem voto de castidade. Por isso, quando um caso como esse vem à tona todos ficam bem surpresos. Uma feira da Itália, de Rieti, descobriu que estava grávida, mas diz não saber como engravidou. Seria um milagre?

Correria no convento

A jovem religiosa de 31 anos de idade é natural de El Salvador, mas segue com seus votos na Itália. A mulher descobriu a gravidez, segundo sua versão, quando teve que ser levada às pressas para o hospital, no começo da semana passada, quando começou a sentir fortes dores no estomago.

Religiosa deu nome para o filho igual ao escolhido pelo atual Papa (Foto: Divulgação)

Filho de freira recebe nome de Papa

Ao chegar ao hospital os médicos descobriram que o motivo das fortes dores abdominais na realidade era uma gravidez e não uma gastrite, como muitos acreditavam no convento. A freira que deu à luz a uma menino acabou dando como nome ao seu filho o mesmo escolhido pelo Papa Francisco.

 

Freira jura não saber como engravidou

Mesmo sem a moça dizer que não sabe como acabou ficando grávida e esse estado da moça ferir as regras da Igreja Católica, a mulher conseguiu mobilizar a população local com sua história. Muitos estão realizando doações de mantimentos, roupas e tudo mais que possa ser necessário para o uso dessa criança.

Igreja Católica não se pronunciou sobre o caso até o momento (Foto: divulgação)

Igreja Católica não esclareceu como será o futuro da freira que deu à luz

Todos estão bem surpresos com a situação, sendo que até o momento não sabe-se qual será o futuro da freira, pois a Igreja Católica não se manifestou sobre o caso até agora. Porém, segundo as diretrizes da Igreja, a jovem não poderia ter relações sexuais após fazer o seu voto de castidade para se tornar freira, o que pode significar uma expulsão da mulher e de seu bebê do convento onde estão no momento, na Itália.

Top