Diferença entre medicamentos genéricos e similares

Você já se perguntou qual a diferença entre medicamentos genéricos e similares? Sempre que vamos a uma farmácia e compramos um medicamento, o farmacêutico…

Você já se perguntou qual a diferença entre medicamentos genéricos e similares? Sempre que vamos a uma farmácia e compramos um medicamento, o farmacêutico nos oferece um produto chamado “genérico” que tem a mesma função (fórmula) porém com um preço mais barato. Algumas pessoas não confiam nestes produtos, baseadas na suspeita de que se é mais barato, é por que não é eficaz ou bom o suficiente, porém a verdade é bem diferente disso.

Confira: 7 remédios caseiros para tratar urticária

Diferença entre medicamentos genéricos e similares - Genérico, similar ou referência? Qual a diferença entre estes produtos? (Foto: Divulgação)

Diferença entre medicamentos genéricos e similares

Todos já viram aquela caixinha com um grande G nela que é sempre acompanhada de um preço mais acessível. O que significa genérico? Qual a diferença entre medicamentos genéricos e similares? Explicamos o porquê:

Quando um medicamento inovador é registrado no país, ele é chamado de “referência”. A eficácia, segurança e qualidade desses medicamentos são comprovados cientificamente, no momento do registro junto à Anvisa. Como os laboratórios farmacêuticos investem anos em pesquisas para desenvolvê-los, têm exclusividade sobre a comercialização da fórmula durante o período de patente. Essa patente pode durar entre 10 e 20 anos.

Os medicamentos genéricos e similares podem ser considerados “cópias” do medicamento de referência. (Foto: Divulgação)

Após a expiração da patente, os medicamentos genéricos podem ser criados. Eles tem a composição química é idêntica e passam por testes de bioequivalência e equivalência farmacêutica, que garantem que serão absorvidos no organismo da mesma maneira que os medicamentos de referência, e também garantem que a composição do produto seja idêntica ao do medicamento que lhe deu origem.

Leia também: Riscos de malhar em jejum

Quando você escolhe um medicamento de marca ao invés de um genérico, está apenas pagando o nome (Foto: Divulgação)

O medicamento similar é cópia do medicamento de referência. Alguns itens, porém, podem ser diferentes, como dose ou indicação de administração, tamanho e forma do produto, prazo de validade, embalagem e rotulagem.  Os medicamentos genéricos e similares podem ser considerados “cópias” do medicamento de referência. Para o registro de ambos medicamentos, genérico e similar, há obrigatoriedade de apresentação dos estudos de biodisponibilidade relativa e equivalência farmacêutica.

Leia Também:  Pacotes de viagens na alta temporada, como economizar

Como são aprovados os medicamentos genéricos e similares

Para o registro de ambos medicamentos, genérico e similar, há obrigatoriedade de apresentação dos estudos de biodisponibilidade relativa e equivalência farmacêutica. São feitos testes em pacientes que tomam remédios de referência e genéricos, e é feito o exame de sangue dessas pessoas. Em seguida, são analisados os efeitos deste remédio no organismo são os mesmos. Desde sua criação, o medicamento genérico já tinha como obrigatoriedade a apresentação dos testes de bioequivalência, enquanto a obrigatoriedade de tais testes para medicamentos similares foi a partir de 2003.

Leia mais: Suplementos musculares dos lutadores do UFC

Na foto você pode ver respectivamente um produto referência, o similar e o genérico (Foto: Divulgação)

É importante lembrar que na embalagem dos genéricos deve estar escrito “Medicamento Genérico” dentro de uma tarja amarela. O preço do medicamento genérico também deve ser 35% menor pois seus fabricantes não necessitam fazer investimentos em pesquisas para o seu desenvolvimento, visto que as formulações já estão definidas pelos medicamentos de referência. Outro motivo para os preços reduzidos dos genéricos diz respeito ao marketing. Os seus fabricantes não necessitam fazer propaganda, pois não há marca a ser divulgada.

Agora que você já sabe a diferença entre medicamentos genéricos e similares, ficou mais fácil ir a farmácia, não é mesmo?

Top