15 produtos de beleza para você evitar na gravidez

Existem 15 produtos de beleza para você evitar na gravidez e talvez até mais pois estar grávida pode significar uma mudança em muitos aspetos, sendo alguns…

Existem 15 produtos de beleza para você evitar na gravidez e talvez até mais pois estar grávida pode significar uma mudança em muitos aspetos, sendo alguns deles relacionados com a rotina de beleza. Isto não significa que deixe de cuidar do seu corpo, porém deve-se ter cuidado com o que se expõe e com o que coloca na pele. Existem alguns produtos de beleza que podem afetar a formação do feto, entre outros malefícios por conterem certas toxinas que podem passar a barreira da pele e entrar na corrente sanguínea, prejudicando o bebê.

Confira: O que as grávidas podem e não podem fazer no cabelo

15 produtos de beleza para você evitar na gravidez - Muitas mulheres tem dúvidas quanto aos produtos que podem ou não ser usados na gestação (Foto: Divulgação)

15 produtos de beleza para você evitar na gravidez

São diversos os produtos que não podem ser usados por gestantes. Confira abaixo 15 produtos de beleza para você evitar na gravidez:

  • Produtos com ureia acima de 3% (hidratantes)
  • Produtos com chumbo (tintas de cabelo)
  • Produtos com cânfora (hidratantes)
  •  Produtos clareadores
  • Produtos antiacne
  • Produtos anti-idade
  • Perfume
  • Loções a álcool
  • Produtos a base de oleo de bergamota
  • Produtos a base de soja
  • Acetona ou removedores de esmalte
  • Produtos com parabeno
  • Produtos com nutracêuticos
  • Produtos com formol (mesmo que seja o mínimo permitido pela vigilância sanitária)
  • Cremes firmadores
Leia também: Saiba como prevenir melasmas

Muitas mulheres não sabem sobre os produtos de beleza que são prejudiciais na gravidez (Foto: Divulgação)

Produtos de beleza que fazem mal na gravidez

Como você pode ver através da lista dos 15 produtos de beleza para você evitar na gravidez, são diversas as proibições na gravidez. Mas além de saber quais produtos não devem ser usados é importante saber o porquê.  A cânfora, ureia acima de 3% e chumbo, são facilmente encontradas em creme para pernas e pés, hidratantes corporais e coloração, respectivamente.
A cânfora pode ser tóxica, causar defeitos no feto e até aborto, dependendo do tempo de exposição. Quanto à ureia, há estudos mostrando que ela atravessa a barreira placentária, a grande protetora do bebê, podendo prejudicar a formação e o crescimento dele. Além disso, o ativo é um bom carreador de substâncias que não deveriam entrar na pele, como os conservantes.
Leia mais: Produtos para prevenir estrias: dicas

Caso você esteja usando alguns desses produtos, suspenda o uso imediatamente (Foto: Divulgação)

Já o chumbo mesmo em baixa concentração, pode interferir no metabolismo, aumentar a pressão arterial e causar intoxicações na mãe, com prejuízos para os rins e os sistemas nervoso e cardiovascular. Os efeitos dependem do período de uso e da sensibilidade de cada mulher. Também para o bebê, os perigos do contato com esse metal pesado são muitos, incluindo retardo mental, convulsão e até morte.
Os ácidos, encontrados em produtos clareadores, antiacne e anti-idade trazem diversos malefícios. O ideal é que o retinoico seja suspenso três meses antes de a mulher engravidar ou assim que ela descobrir que vai ser mãe, para prevenir malformações

Deixe de lado também os perfumes e as loções com álcool, que irritam a pele. Descarte ainda os nutracêuticos. Mais conhecidos como pílulas da beleza por combaterem os radicais livres que aceleram o envelhecimento, esses suplementos contêm ativos como as vitaminas C, E e do complexo B, além de minerais como zinco, cobre, selênio, ferro, cromo e cálcio.

Leia Também:  Look Original: aprenda a usar smoking feminino

A soja pode provocar o cloasma, ou também chamado pano da gravidez – aquelas manchas escuras que surgem na face durante a gravidez. Para além da soja, o óleo de bergamota também pode provocar o mesmo efeito secundário, e este está presente em alguns produtos naturais. A soja provoca efeitos no estrogênio, podendo fazer com que as manchas escuras conhecidas como melasma, piorem.

 

 

 

L

É importante por esses 9 meses fazer o que é considerado seguro para você e seu bebê (Foto: Divulgação)

Quaisquer produtos autobronzeadores devem ser evitados durante a gravidez, pelo menos até existirem mais pesquisas científicas sobre este assunto. A dihidroxiacetona é o principal ingrediente presente no autobronzeador, mas este não está no mercado há tempo suficiente para se saber se é absorvido pela corrente sanguínea. Porém, existem alguns indícios de que este componente pode causar modificações no feto.

Segundo os especialistas, existem poucos indícios de que as substâncias químicas usadas em esmaltes e removedores, como a acetona e o tolueno, possam fazer mal ao feto. Mas muitos médicos recomendam mesmo assim que a exposição a esses produtos seja a mínima possível.
Converse com o seu médico se perceber que usou algum produto citado neste artigo. A dica é não entrar em pânico, pare o seu uso, e comece a usar outro à base de ingredientes considerados seguros.

Top