Universidades Brasileiras: notas do MEC

Na tarde desta quinta-feira (6), o Ministério da Educação divulgou o Índice Geral de Cursos (IGC), referente às notas obtidas no ENADE (Exame Nacional…

Por Isabella Moretti em 10/12/2012

Na tarde desta quinta-feira (6), o Ministério da Educação divulgou o Índice Geral de Cursos (IGC), referente às notas obtidas no ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) no ciclo de 2008 a 2011.

MEC divulgou as planilhas com conceitos IGC e CPC do ciclo 2008 a 2011. (Foto:Divulgação)

Mais de duas mil instituições de ensino superior tiveram os seus conceitos revelados, incluindo universidades, faculdades e centros universitários. Os resultados dos Conceitos Preliminares de Curso (CPC) de 4.403 instituições também foram publicados, considerando o exame aplicado em 2011.

Como é feito o cálculo de IGC e CPC?

O Índice Geral de Cursos é calculado a partir da média dos Conceitos Preliminares de Curso e os conceitos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), sendo que o segundo é responsável por avaliar os cursos de pós-graduação no Brasil. As instituições costumam apresentar conceitos entre 1 e 5, mas quando apresentam média inferior a 3, o MEC considera insuficiente.

Os Conceitos Preliminares de Cursos são elaborados a partir de três fatores: nota do estudante concluinte do curso no ENADE (55%), titulação dos professores (30%) e infra-estrutura e organização didático-pedagógica (15%).

Saiba mais: Enade 2012: orientações aos estudantes

Instituições com nota inferior a 3 são consideradas insuficientes. (Foto:Divulgação)

Nas planilhas de IGC divulgadas pelo MEC, é possível encontrar as instituições divididas em três categorias: 226 universidades, 140 centros universitários e 1.770 faculdades. O arquivo também permite chegar quais cursos foram avaliados e os conceitos.

A planilha de CPC é mais ampla, pois inclui 7.576 cursos analisados, tanto de instituições públicas como de particulares.  Outras informações detalhadas também são mostradas na planilha, como quantos alunos inscritos no Enade participaram ou deixaram de fazer a prova.

Quantidades de instituições por conceito:

Conceito 1: 38 instituições;

Conceito 2: 938 instituições;

Conceito 3: 3.166 instituições;

Conceito 4: 1.979 instituições;

Conceito 5: 203 instituições;

Sem conceito: 1.252 instituições.

Panorama geral

27% das instituições de ensino superior no Brasil tiveram conceito insuficiente no Índice Geral de Cursos. (Foto:Divulgação)

Depois de analisar os dados, o ministro Mercadante garantiu que houve uma melhora generalizada dos cursos entre 2008 e 2011. No entanto, 27% das instituições de ensino superior no Brasil tiveram conceito insuficiente no Índice Geral de Cursos, um percentual muito alto e que merece atenção.

As instituições que continuarem a apresentar conceitos insuficientes sofrerão punições rigorosas, ou seja, não serão privadas apenas de Prouni e Fies, mas sim de vários outros benefícios. Mercadante acredita que somente assim o Ensino Superior terá uma evolução.

Veja também: Enade 2012: como justificar ausência

Top