Maconha bloqueia sentimentos prazerosos

Você sabia que maconha bloqueia sentimentos prazerosos? Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos com a Universidade Harvard,…

Por Redacao em 18/07/2014

Você sabia que maconha bloqueia sentimentos prazerosos? Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos com a Universidade Harvard, fumar maconha várias vezes ao dia durante anos pode danificar a química do cérebro responsável pela sensação de prazer. A pesquisa foi divulgada recentemente na revista “Proceedings”, da Academia Nacional de Ciências dos EUA.

Confira: Maconha: efeitos, consequências

Maconha bloqueia sentimentos prazerosos - A maconha é uma droga que tem fama de ser natural e não ter muitos malefícios, porém pesquisas têm mostrado o contrário (Foto: Divulgação)

Maconha bloqueia sentimentos prazerosos

A maconha é vendida em pequenas quantidades, normalmente suficientes para um ou dois cigarros. Feitas em trouxinhas de papel ou plástico a mistura, no Brasil, é feita com capim, folhas secas e esterco de boi entre outras “substâncias”.

A maconha é uma droga polêmica como qualquer outra. O seu diferencial é  possibilidade do seu uso pra tratar algumas doenças, além de ser usada em pesquisas para comprovar suas propriedades positivas em prol da medicina. Porém assim como qualquer droga, a maconha trás consequências, diversas já foram comprovadas como:

Malefícios da maconha

  • Asma
  • Enfisema pulmonar
  • Bronquite
  • Câncer
  • Diminui a produção de testosterona (hormônio masculino responsável pela produção de espermatozoides)
  • Durante longo uso, diminui a capacidade de memorização, além da falta de motivação para realizar tarefas.
  • Reduz a imunidade das pessoas em  relação às doenças.
  • Risco mais alto de desenvolver esquizofrenia ou depressão
Maconha: Conheça os seus efeitos no corpo

ão diversos malefícios a curto e longo prazo do fumo da maconha (Foto: Divulgação)

E agora foi comprovado que a maconha bloqueia sentimentos prazerosos a partir de uma pesquisa na Universidade Harvard dos Estados Unidos. Cientistas descobriram que o cérebro de quem abusa da droga reage menos à dopamina, substância que causa a sensação do bem-estar. A descoberta foi feita depois de uma equipe de pesquisadores analisarem a produção de dopamina no cérebro de 48 pessoas, 24 delas que haviam fumado pelo menos cinco cigarros por dia, cinco dia por semana, por 10 anos, e outras 24 sem esse histórico (grupo de controle).

A cada um desses grupos foi dado uma dose de metilfenidato, mais conhecido como Ritalina, remédio que aumenta a liberação de dopamina. Imagem do cérebro das 48 pessoas revelaram que todas produziram mais dopamina, porém enquanto os pacientes do grupo de controle tiveram um aumento da pressão e batimentos cardíacos e sentira-se mais eufóricos, os utilizadores frequentes
de cannabis não apresentaram essas alterações.

Fique por dentro: Maconha: Mitos e verdades

A falta de uma resposta física sugere que consumidores de maconha a longo prazo podem ter como recompensa o cérebro danificado. Alguns cientistas acreditam que essa diminuição na produção de dopamina tenha como consequência a depressão, o que explicaria a propensão do fumante a longo prazo dessa droga a ter essa doença psicológica.

Maconha causa dependência?

Maconha causa ou não dependência? (Foto: Divulgação)

Maconha causa dependência? Segundo a OMS, o potencial para a maconha induzir dependência está entre leve e moderado, sendo menor que o do álcool, sendo maior o risco entre usuários de maconha. Os sintomas da abstinência da maconha (por quem usa por um tempo prolongado) pode ser listada a seguir:

  • Mal estar,
  • Irritabilidade,
  • Depressão,
  • Insônia,
  • Pesadelos,
  • Perda do apetite,
  • Ansiedade,
  • Fadiga,
  • Dores abdominais,
  • Náuseas,
  • Palpitações,
  • Pressão baixa,
  • Dores musculares
  • E tremores no corpo.

Esses sintomas acentuam-se na primeira semana e persistem por um mês ou mais.

Segundo um estudo realizado pelo pesquisador João Villares, do departamento de Psicobiologia da Unifesp, a Cannabis sativa pode causar tolerância, que é a necessidade de doses cada vez maiores para atingir o mesmo efeito. Porém a tolerância é reversível, segundo o pesquisador, que conclui que “em alguns poucos meses sem a droga, o cérebro se recupera da tolerância”.  Está comprovado cientificamente pela OMS que a maconha provoca dependência psicológica

Top