Mulheres terão direitos iguais na sucessão do trono britânico

Membros de todos os seguintes monarcas da Grã-Bretanha passarão a ter direito iguais na disputa pelo trono, devido a uma alteração nas leis de…

Por Editorial MDT em 28/10/2011

Membros de todos os seguintes monarcas da Grã-Bretanha passarão a ter direito iguais na disputa pelo trono, devido a uma alteração nas leis de sequência realizada pelo Estado britânico. Líderes de 16 estados, dos quais reconhecem a rainha Elizabeth II como chefe de estado, aprovaram as alterações com unanimidade.

A decisão tomada pelo primeiro-ministro David Cameron, põe um ponto final na história de discriminação de sexo na sucessão de tronos do país. Com a alteração, se o casal real tiver uma menina ela passará ter preferência na linha de sucessão do trono em relação aos irmãos mais novos. Além disso, também foi decidido acabar com o banimento de monarcas que se casarem com pessoas de fé católica romana.

“Terminaremos com a regra da descendência masculina e no futuro a ordem de sucessão será simplesmente determinada pela ordem de nascimento”, afirmou Cameron durante a reunião. “Eliminamos também a regra que indica que quem se casar com uma católica não poderá ser monarca”, adicionou em uma coletiva de imprensa.

O governo britânico mostra-se até o momento reservado em revisar as regras de sucessão por temer que a reforma desenvolvesse movimentos antimonárquicos. Cameron necessita de aprovação dos outros 15 países, como: Austrália, Canadá, Nova Zelândia e nações do Pacífico e do Caribe.

Top