Consulta seguro desemprego como fazer

Consulta seguro desemprego como fazer, essa é uma informação importante para todas as pessoas que trabalham com carteira assinada, que podem contar com esse benefício em situações de demissão, para se manter financeiramente durante algum tempo, até conseguir um novo trabalho. O seguro desemprego é uma assistência monetária temporária, que proporciona uma estabilidade financeira em uma demissão repentina, para que o trabalhador não fique desamparado.

O seguro desemprego é um auxílio financeiro temporário, que pode ser solicitado pelos trabalhadores demitidos sem justa causa (Foto: Divulgação)

O benefício temporário foi criado com a finalidade de prestar assistência financeira ao trabalhador dispensado sem justa causa, com o valor variando conforme a faixa salarial e sendo pago em até cinco parcelas, de acordo com a situação do beneficiário. Em casos que a demissão ocorre por justa causa, o requerimento do seguro fica suspenso e o trabalhador não tem direito à ele.

A solicitação do seguro desemprego deve ser feita assim que o trabalhador tiver sido dispensado, por meio do “Requerimento do Seguro Desemprego”, formulário em duas vias, que deve ser preenchido e entregue na Delegacia Regional do Trabalho, Postos do Ministério do Trabalho e Emprego ou agências da Caixa Econômica Federal, entre outros locais. O seguro desemprego deve ficar disponível aproximadamente 5 dias úteis depois disso.

Direitos de quem é demitido

O que pode bloquear o seguro desemprego

Consulta seguro desemprego como fazer

Consulta seguro desemprego como fazer (Foto: Divulgação)

Se você já deu início ao processo de solicitação do seguro desemprego e quer saber sobre o andamento do seu pedido, não precisa ir a uma agência da CAIXA para verificar a situação. A Consulta seguro desemprego como fazer pode ser feita via internet. Você pode verificar o saldo do seguro no conforto da sua casa, mas para isso é necessário o número PIS.

Veja o passo a passo no nosso tutorial de como fazer consulta seguro desemprego. O processo é simples e rápido, e para tanto, será necessário estar com o número PIS/PASEP/NIT, que pode ser encontrado na Carteira de Trabalho. Então esteja com essas informações em mãos, ao acompanhar o requerimento do seu seguro.

Para fazer a consulta, você vai precisar do número do PIS/PASEP, encontrado na carteira de trabalho (Foto: Divulgação)

Com esse número em mãos, acesse o site da Caixa (https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01) para consultar seguro desemprego pela internet. Ao entrar na página (primeira imagem acima), digite o número do PIS/PASEP/NIT e clique em “Cadastrar Senha”, caso seja seu primeiro acesso. Se não basta informar sua senha diretamente e o login.

Depois de cadastrar o código, volte à página inicial, digite novamente o número do PIS/PASEP/NIT, informe a sua senha e clique em “OK”. Já dentro do sistema, clique em “Serviços ao Cidadão”, para consultar seguro desemprego online.

Quando estiver disponível, você poderá ir em qualquer agência Caixa e retirar o benefício mediante a apresentação dos documentos necessários e do cartão cidadão.

Quem tem direito ao seguro desemprego

O trabalhador demitido sem justa causa pode solicitar o seguro desemprego, assim como outros tipos de demissões (Foto: Divulgação)

O seguro desemprego 2018 não sofreu mudanças em relação ao ano anterior. Têm direito ao seguro desemprego os trabalhadores demitidos sem justa causa; aqueles cujo contrato de trabalho foi suspenso devido a participação em curso ou programa de qualificação oferecido pelo empregador; pescadores profissionais durante o período em que a pesca é proibida; e trabalhadores resgatados em condição de trabalho escravo.

Além disso, o solicitante deve estar desempregado quando requerer o benefício, deve ter recebido salários consecutivos nos últimos seis meses e não pode ter renda própria para o seu sustento e de seus familiares, entre outros requisitos. Caso não tenha recebido a quantidade mínima de salário mínimo, a pessoa também fica impedida de receber o seguro desemprego.

Quantas parcelas tenho direito a receber de Seguro Desemprego?

O valor e quantidade de parcelas do seguro desemprego varia bastante de caso para caso. O INSS faz o cálculo com base no antepenúltimo, penúltimo e ultimo salário. Inclusive, há sites que ajudam você a fazer o cálculo da parcelo do seguro, o quanto em média você deve receber por conta da base salarial dos seus três últimos empregos, caso tenha.

Vale lembrar que logo no começo do ano as parcelas foram reajustadas em 11,28% e os novos valores começaram a ser pagos logo em Janeiro, de acordo com o Governo Federal. Reforçando também que o benefício é uma renda mínima que dura de três a cinco meses. A primeira parcela do seguro-desemprego está na base dos R$ 880,00. A parcela máxima agora encosta na casa dos R$ 1.542,24.

O seguro desemprego varia de 3 a 5 parcelas, que podem ser pagas de forma contínuas ou alternada, dependendo do tempo que a pessoa trabalhou.

Como consultar Seguro Desemprego na Caixa e Lotéricas

Uma das maneiras de ter acesso às informações do seu seguro-desemprego é baixar o aplicativo da Caixa. Disponível para sistema IOS e Android, o aplicativo permite você ver várias informações, como parcela do seguro liberada e abono salarial. Você pode acessar o site da Caixa e conferir todas as informações sobre o aplicativo e ter tudo isso na palma da sua mão. Na Lotérica, você precisa levar seu documento com foto e número do seu PIS. Lá, você consegue ter acesso a alguns detalhes do seu benefício!

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Reply