Como acalmar o bebê para tomar vacina

Como acalmar o bebê para tomar vacina

A vacinação é algo que causa dor e desconforto no bebê. Infelizmente não há uma forma de impedir a sensação dolorosa da picada da…

Por Isabella Moretti em 30/08/2013

A vacinação é algo que causa dor e desconforto no bebê. Infelizmente não há uma forma de impedir a sensação dolorosa da picada da injeção, mas os pais e o próprio profissional de saúde podem adotar meios de minimizar o choro e a agitação da criança.

A vacina causa dor e desconforto para o bebê, mas é fundamental. (Foto:Divulgação)

Dicas para acalmar o bebê para tomar vacina

Confira a seguir algumas dicas para deixar o bebê mais calmo na hora de tomar a vacina:

• A aplicação de creme anestésico não tem efeito significativo, afinal, a agulha penetra a pele e faz com que a infusão chegue ao músculo.

• Os bebês choram menos após a vacina quando são submetidos a um conjunto de medidas de conforto.

• Os pais podem apostar em formas de distrair a criança, como o uso da chupeta.

• O balanço suave e a posição lateral podem ajudar o bebê a se acalmar depois da vacina.

O balanço suave pode tranquilizar a criança. (Foto:Divulgação)

• A amamentação é uma forma de trazer tranquilidade ao bebê após a injeção. Ela transmite segurança, conforto e também minimiza a irritação da vacina.

• O bebê pode ficar mais calmo se ouvir a voz reconfortante e familiar de sua mãe.

•Alguns pediatras chegam a receitar doses preventivas de analgésico antes da vacinação, mas muitos estudiosos acreditam que a medida compromete a efetividade da vacina.

Superando as reações das vacinas

Depois de receber uma vacina, o bebê sofre com algumas reações. Ele fica mais choroso, tem febre e dorme mal. Os sintomas adversos também costumam se manifestar no local onde a injeção foi aplicada, como a vermelhidão e um leve inchaço.

Para superar a dor e o desconforto causado pela vacina, os pais podem colocar em prática a técnica dos ‘5S’. A estratégia foi desenvolvida pela pediatra Harvey Kemp e faz muito sucesso nos Estados Unidos.

As vacinas podem causar reações, como febre e irritabilidade. (Foto:Divulgação)

A técnica, que costuma ser eficaz em bebês de 0 a 3 meses, imita as condições do útero materno. O primeiro S, Swading, consiste em enrolar o bebê bem apertadinho, imitando sua condição durante a gravidez. A mãe só precisa tomar cuidado para não apertar demais a área do corpo que recebeu a vacina.

O segundo S é o Side/stomach position, que consiste em deixar o bebê deitado no colo com a barriga para baixo. O Swinging propõe fazer um leve balanço com a criança. O Sushing diz para a mãe imitar um chiado do tipo ‘shiii’ para tranquilizar o filho. Por fim, o “Sucking” acredita que o ato de sugar acalma o bebê, por isso é recomendado dar o peito.

As reações adversas da vacina costumam aparecer nas 48 após a aplicação. Se os sintomas persistirem, o médico deverá ser consultado.

Top