Zumbido no ouvido: o que pode ser, como tratar

O zumbido no ouvido é um sintoma bastante incômodo capaz de tirar o sossego de muitas pessoas. O quadro clínico do problema geralmente é…

Por Editorial MDT em 16/05/2013

O zumbido no ouvido é um sintoma bastante incômodo capaz de tirar o sossego de muitas pessoas. O quadro clínico do problema geralmente é sempre o mesmo e inicia com um barulho bastante parecido com o de insetos ou som de cachoeira. Esse problema pode afetar pessoas de todas as faixas etárias e possui diversas etiologias. Saiba mais sobre o assunto e descubra o que pode ser o zumbido no ouvido e como tratar o problema.

O zumbido no ouvido é um problema que pode atrapalhar a rotina diária. (Foto: divulgação)

☰ CONTEÚDO

Causas de zumbido no ouvido

As causas de zumbido no ouvido podem variar desde problemas de evolução mais crônica ou que não representam risco imediato à saúde, como estresse intenso, hipertensão arterial e hipercolesterolemia, até outras doenças mais graves e que podem implicar sérios riscos, como os tumores de ouvido.

De acordo com os especialistas no assunto, mais de 90% dos casos estão relacionados às perdas auditivas de graus variados. O zumbido pode aparecer até mesmo nas diminuições mínimas da capacidade auditiva, especialmente no caso em que ocorre prolongada exposição a ruídos, bastante comuns em determinados ambientes de trabalho. Também é esperada uma hipoacusia natural com o avançar da idade, que pode ser acelerada pelo uso de medicamentos, excesso de cera ou inflamações recorrentes.

Saiba como prevenir a perda auditiva.

O uso de fones de ouvido ou o barulho do ambiente podem induzir à perda auditiva. (Foto: divulgação)

Tipos de zumbido

É possível diferenciar os tipos de zumbido em três grupos diferentes, de acordo as queixas do paciente e pelo modo como esse sintoma interfere em seu dia a dia.

  • Persistente: é o tipo de zumbido em que o paciente escuta o ruído continuamente, sem referir melhora do quadro;
  • Intermitente: ocorre nos casos em que a pessoa refere os sintomas durante algum período, podendo estar relacionado a momentos de estresse ou distúrbios metabólicos;
  • Pulsátil: é um zumbido contínuo, que apresenta períodos de diminuição e aumento de seu volume.

Outro ponto importante do zumbido e que deve ser bem caracterizado é se o problema surge apenas quando a pessoa faz silêncio e presta atenção, como ocorre na hora de dormir, ou se ele é capaz de atrapalhar o humor, a concentração e os pensamentos do indivíduo. Os casos mais incapacitantes têm maiores chances de estarem relacionados a perdas auditivas importantes ou com problemas mais graves de saúde.

Tratamento para zumbido

Ao perceber qualquer tipo de zumbido no ouvido, a pessoa deve procurar orientação médica o quanto antes, pois o tratamento para o problema é individualizado e se baseia no combate da origem do problema. Nos casos de zumbido relacionados às perdas auditivas, o tratamento com medicamentos específicos e uso de aparelhos auditivos é capaz de solucionar ou, pelo menos, diminuir significativamente o incômodo, proporcionando mais qualidade de vida.

Saiba como conseguir aparelhos auditivos de graça.

Uma avaliação com especialista é fundamental para instituir o tratamento adequado. (Foto: divulgação)

O zumbido não é uma doença e sim um sintoma que pode ser secundário a diversos problemas de saúde. Mediante o aparecimento dessa queixa é muito importante procurar auxílio médico, pois o tratamento depende da identificação de sua etiologia.

Top