Walking Dance: um jeito diferente de fazer esteira

De acordo com dados da IHRSA (International Health, Racquet & Sportsclub Association), cerca de 50% dos frequentadores de academias acabam abandonando os treinos antes…

De acordo com dados da IHRSA (International Health, Racquet & Sportsclub Association), cerca de 50% dos frequentadores de academias acabam abandonando os treinos antes dos três primeiros meses. Ainda de acordo com a pesquisa, o principal motivo da desistência é a falta de motivação.

Walking Dance acaba com a monotonia das academias. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Erros mais comuns na academia

Praticar exercícios físicos nem sempre é uma tarefa fácil. As pessoas precisam superar a preguiça e encontrar um tempo livre no dia a dia corrido para se dedicar aos treinos. Há também quem não goste de atividade física por causa da monotonia típica da academia.

Para despertar o desejo de treinar e deixar os exercícios físicos mais animados, algumas academias brasileiras estão apostando em um novo conceito de malhação: o Walking Dance.

O que é Walking Dance?

Walking Dance se destaca como uma nova modalidade de fitness, cujo principal objetivo consiste em superar a monotonia de correr na esteira. A combinação de corrida com movimentos de dança pretende despertar a motivação, além de tornar os treinos mais prazerosos e divertidos.

Uma das primeiras redes de academias a investir no conceito Walking Dance é a BodyTech. A empresa pretende conquistar praticantes em todo país, divulgando uma atividade que alia a diversão da dança com a facilidade da corrida ou caminhada.

No Brasil, a rede de academias BodyTech investe em aulas de Walking Dance. (Foto:Divulgação)

Quem faz Walking Dance se exercita duas vezes por semana, participando de aulas com duração de 50 minutos cada. Além de ajudar a emagrecer, a atividade melhora a eficiência do sistema cardiorrespiratório, tonifica os músculos de todo o corpo, melhora o equilíbrio e reduz os níveis de estresse.

Continuar Lendo  Coisas que você não sabe sobre o HPV

Dicas para as aulas de Walking Dance

A aula de Walking Dance da BodyTech procura valorizar lições para que os alunos compareçam aos treinos e não abandonem a academia. Confira:

• Os praticantes podem usar a criatividade para variar a movimentação de acordo com o ritmo da música. Passos de danças, golpes de artes marciais e até mesmo o desafio de ‘andar para trás’ fazem parte de uma aula de Walking Dance. Uma caminhada simples queima 300 calorias por hora, mas com a dança, o gasto calórico praticamente dobra;

• O sucesso da aula de Walking Dance depende muito da seleção de músicas. Os especialistas recomendam uma ‘playlist’ com a velocidade progressiva. Os ritmos escolhidos devem conduzir a expressão corporal, como pop dance, salsa, mambo, rock and rol e samba;

Walking Dance combina movimentos de dança com corrida ou caminhada na esteira. (Foto:Divulgação)

• É preciso personalizar o treino para aumentar o nível de dificuldade e tornar a prática mais interessante. Além de trabalhar com movimentos diferentes, os alunos também podem apostar no uso de pesinhos;

• Quem não tem o costume de fazer esteira deve começar os treinos de Walking Dance com cautela para não correr o risco de sofrer lesões. Também é importante controlar o impacto e não optar logo pela corrida;

• Vale a pena criar um grupo de treino para que todos se sintam mais motivados com a prática de Walking Dance.

Veja também: Acadêmias Body Tech, Endereços

Top