Vida Salgada: O Sal faz mal a Sáude ?

Uma alimentação saudável deve ter todos os ingredientes nutritivos possíveis incluídos. Não há como levar uma vida saudável e duradoura sem uma dieta balanceada.…

Uma alimentação saudável deve ter todos os ingredientes nutritivos possíveis incluídos. Não há como levar uma vida saudável e duradoura sem uma dieta balanceada. Porém, deve-se prestar muita atenção, pois se recomenda não se comer nada em excesso, nem exageradamente salgado.. Em quantidades altas, o sal pode ser muito perigoso e até fatal em alguns casos. Saiba mais sobre as características deste tempero e como você deve tirar o melhor proveito dele.

Antes de saber os problemas do sal, saiba que ele também é de extrema importância para o bom funcionamento do corpo. Entretanto, se for comido em excesso, haverá consequências. O problema é que no caso do sal, as tais consequências podem ser mais graves. É comum você ouvir dizer que o sal aumenta a pressão ou causa doenças do coração, do mesmo jeito que também deve ser bem normal ouvir médicos recomendando para pessoas mais idosas que diminuam a quantidade de sal ingerido.

O que acontece é o seguinte: o verdadeiro nome do sal é cloreto de sódio (o sal que você usa na cozinha), e 40% dele é feito apenas de sódio, que seria o verdadeiro causador do problema. Ele faz com que o seu organismo retenha mais líquidos com o tempo, aumentando de volume e possivelmente causando fortes pressões nas suas veias. Daí se origina a hipertensão, que é a responsável pelo infarto e pelo derrame cerebral. A essa altura, se a ajuda não for imediata, a situação pode levar à morte. Além disso, o excesso de sal também pode causar alguns problemas nos rins.

Procure sempre ingerir uma quantidade de sal necessária, e nunca coma-o puro. Dependendo da sua idade ou condição do corpo, as consequências podem ser desastrosas. Se você está buscando diminuir a quantidade de sódio na sua alimentação, procure seguir estas dicas:

Leia Também:  Ervas termogênicas: o que são, benefícios

  • Coma alimentos frescos como frutas e verduras.
  • Como menos alimentos enlatados ou prontos.
  • Se possível, troque o sal por castanhas.
  • Coma sua comida com o sal que já vem nela naturalmente. Normalmente não é necessário adicionar sal, a não ser que seja uma porção de batata frita.
  • Coma laticínios fracos em sal.
  • A bata frita foi citada, mas na verdade ela deve ser evitada junto com salgadinhos em geral.
  • Se você gosta de sopa, faça a sua em casa. As industrializadas possuem uma quantidade de sódio consideravelmente alta para quem não pode consumir tanto.
  • O mesmo vale para os miojos, que são praticamente uma bomba de sódio.

O sal também tem ligações de maior ou menor grau com outras doenças. Osteoporose, câncer de fígado, asma e a temida obesidade têm essas relações com ele. É claro que em alguns casos é até recomendável que se coma sal (principalmente para quem tem pressão baixa, já que ele é a melhor forma de subir a pressão), mas é sempre bom estar de olhos abertos com esse tempero aparentemente tão inofensivo. Diminua o sal, alimente-se de forma natural e viva bem!

 

Top