Urticária: sintomas, tratamento Urticária: sintomas, tratamento

Urticária: sintomas, tratamento

Algumas pessoas manifestam lesões de pele que são acompanhadas de coceira, após entrarem em contato com alguma substância alergênica. Conheça mais sobre os sintomas…

Por Editorial MDT em 15/03/2013

Algumas pessoas manifestam lesões de pele que são acompanhadas de coceira, após entrarem em contato com alguma substância alergênica. Conheça mais sobre os sintomas e o tratamento da urticária.

Saiba mais sobre a alergia alimentar.

As lesões da urticária são avermelhadas, podendo estar associadas a muita coceira local. (Foto: divulgação)

O real significado de urticária

Urticária é o nome dado a um tipo de erupção da pele que pode ou não, ser acompanhada de coceira e é comumente caracterizada por lesões largas e elevadas e que possuem coloração avermelhada.

Principais causas relacionadas à urticária

O aparecimento da urticária está diretamente envolvido com o contato direto com substâncias potencialmente alérgicas ou que desencadeiam uma resposta exagerada do sistema imunológico (defesa) a algum alimento, fármaco, entre outros.

Conheça os tipos de urticária

Segundo especialistas, existem dois tipos de urticárias. Podemos citar:

  • Urticária aguda – o quadro alérgico costuma se manifestar minutos após o contato com a substância alergênica. Em geral, os alimentos que manifestam esse tipo de urticária são as nozes, os mariscos, os ovos e os peixes.
  • Urticária crônica – a evolução desse tipo de urticária costuma ocorrer após 4 a 6 semanas após o contato. Vale ressaltar que os casos crônicos mais severos, podem persistir por até 20 anos, após o contato com a substância alergênica.

    O diagnóstico da urticária é realizado através da avaliação médica. (Foto: divulgação)

Saiba quais as manifestações clínicas envolvidas com a urticária

De maneira geral, o quadro clínico é mais intenso na urticária aguda. Diante desse fato, o indivíduo pode apresentar uma variedade de lesões, que podem ter início com pequenos pontos avermelhados, evoluindo para placas maiores, de coloração avermelhada, podendo ou não apresentar inchaço e coceira local. A duração da manifestação costuma ser curta. Por outro lado, na urticária crônica, o quadro cutâneo é menos intenso. Porém, as lesões características do problema podem aparecer e desaparecer em intervalos variados.

Saiba como o diagnóstico do problema é realizado

De forma geral, o diagnóstico é feito pela história do paciente, associada a apresentação o quadro clínico. Em casos raros, o profissional pode achar necessária a solicitação de exames complementares que ajudarão com o diagnóstico da urticária.

Saiba mais sobre o tratamento para urticária

O tratamento para a urticária é baseado no combate aos sintomas provocados pela resposta exagerada do organismo do indivíduo. Entre os medicamentos, o mais utilizado são os anti-histamínicos. Estes podem ser administrados por via oral, ou localmente, em forma de pomada. Nos casos mais graves e urgentes, o profissional pode indicar o uso de corticoides de ação rápida. Vale ressaltar que diante de um quadro de urticária crônica, o especialista investigará a causa do problema, para eliminá-lo.

O tratamento para urticária é realizado através do uso de alguns medicamento específicos. (Foto: divulgação)

A urticária é um problema de pele que pode acometer diversos indivíduos. Após conhecer as manifestações clínicas relacionadas à urticária e as formas de tratamento, é ideal buscar a orientação de um especialista, diante do quadro.

Saiba como tratar a alergia na pele. 

Top