Tártaro e placa bacteriana: diferença

Tártaro e placa bacteriana: diferença

É muito importante não se esquecer dos cuidados para com a saúde bucal. Medidas simples como escovação adequada e uso de fio dental são super…

Por Editorial MDT em 27/06/2012

Uma escovação correta e indispensável

É muito importante não se esquecer dos cuidados para com a saúde bucal. Medidas simples como escovação adequada e uso de fio dental são super fáceis de serem realizados e ainda combatem o aparecimento de diversos males, como é o caso da placa bacteriana, um problema extremamente comum e que, se não tratado a tempo, pode evoluir para problemas como cáries e gengivite. É necessário remove-la diariamente, para que não acabe endurecendo e dando origem ao tártaro. Conheça mais sobre o assunto.

Conheça algumas dicas de como fazer limpeza dos dentes em casa.

Placa bacteriana

Constitui uma fina camada de “massinha”, com aspecto pegajoso e incolor, que pode ser facilmente raspada com a unha e é constituída por bactérias e açúcares. Essa película se forma quando a pessoa permanece muito tempo sem escovar os dentes e, se não for removida diariamente, origina o tártaro.

A placa bacteriana é comum e precisa ser removida diariamente

Problemas em ter placas

Infelizmente não há como evitar a formação de placa bacteriana, uma vez que esses microrganismos estão continuamente presentes na cavidade oral. O fato é que, a presença de açúcar nos fluidos bucais, decorrentes da alimentação, serve de combustível para a multiplicação bacteriana, do mesmo que alguns componentes salivares.

Conheça alguns alimentos que podem ser usados para preservar a saúde bucal.

Algumas placas podem produzir substâncias ácidas, que agridem os dentes e o destroem. Os ataques repetidos acabam lesionando o esmalte dental, de modo que, em um estágio mais avançado, ele se desfazer, deixando o caminho aberto para o desenvolvimento de cáries.

Caso permaneça instalada, a placa ainda pode provocar uma irritação na gengiva, nas proximidades do dente, provocando muita dor e inflamação gengival (a gengiva adquire cor vermelho intensa, incha e sangra), periodontite e até mesmo a perda dos dentes.

Tártaro

Também chamado de cálculo dental, o tártaro se origina de depósitos minerais, localizados ao longo da linha da gengiva. O problema é que essa crosta pode se calcificar, sendo que, nessas condições, apenas uma intervenção com o cirurgião dentista é capaz de remover seguramente o problema.

Saiba o que é gengivite e como evitar seu aparecimento.

Dicas para evitar a placa bacteriana

A dica para se prevenir da formação de placa bacteriana é escovar bem os dentes, no mínimo três vezes ao dia, para que seja removida toda a placa bacteriana e de todas as superfícies dos dentes;

É necessário realizar visitas regulares ao dentista.

É recomendado utilizar o fio dental diariamente, sendo que esse artefato também pode ser utilizado para a remoção da placa que se instala na região entre os dentes e a gengiva, não sendo alcançado pela escovação;

Alguns cuidados simples, como reduzir o consumo de alimentos extremamente ricos em açúcar ou amido, especialmente os do tipo que grudam nos dentes, como chicletes e balas ne visitar o dentista regularmente, aproveitando para fazer uma limpeza completa, é a melhor forma de se proteger desse problema, tão comum.

Top