Pele com sardas: cuidados, tratamentos

Pele com sardas: cuidados, tratamentos

As sardas são manchas causadas pelo aumento da pigmentação que dá cor a pele (melanina). Podem estar relacionadas a fatores hereditários e aparecem principalmente…

Por Editorial MDT em 03/04/2012

Há quem goste de sardas e quem não goste. De qualquer forma, esse tipo de mancha necessita de cuidados especiais.

As sardas são manchas causadas pelo aumento da pigmentação que dá cor a pele (melanina). Podem estar relacionadas a fatores hereditários e aparecem principalmente em pessoas claras e ruivas.

Elas se localizam principalmente em locais de maior exposição, atingidos por queimaduras solares, como no rosto, os ombros e o colo. Essas manchas são arredondadas ou geométricas de cores castanhas ou marrons.

Cuidados e tratamentos para as sardas

Algumas pessoas acham as sardas charmosas, outras não gostam. Apesar das diferenças, não há como negar que podem dar uma aparência delicada no rosto de algumas mulheres. Para aquelas que não apreciam a aparência com essas pequenas manchas, é possível removê-las. De qualquer forma, todo tipo de pele com sardas exige tratamento especial. Veja alguns cuidados que devem ser tomados:

1.  Exposição solar: aumenta as manchinhas que já existem e fazem com que apareçam novas.

2. Proteção no inverno: o verão é visto como vilão para a pele por causa das altas temperaturas, porém no inverno as pessoas se esquecem da proteção. Dessa forma, as sardas podem aumentar até mesmo mais do que no verão.

3. Uso de cremes: existem várias formas de acabar com as sardas, uma delas é o uso de cremes caseiros para clareamento.

Existem cremes de clareamento capazes de remover as sardas.

4. Peeling: é um tipo de tratamento onde é feita uma aplicação de ácidos retinóicos e glicólicos associados à outras substâncias. O mais usado é o peeling de cristal, sendo utilizado em laser de rubi ou luz pulsada. É indicado para manchas profundas, sendo uma excelente opção para acabar com o problema.

5. Tratamentos temporários: alguns tratamentos são temporários, podendo ocorrer o reaparecimento das sardas após algum tempo, principalmente quando não são tomados os cuidados necessários com a pele.

6. Uso de protetor solar: para algumas pessoas o uso de protetor é um incômodo. Porém, neste caso é necessário aplicá-lo no mínimo três vezes ao dia. Existem vários tipos e marcas, o recomendado é utilizar um que não seja muito oleoso para evitar o aparecimento de cravos e espinhas.

7. Risco para câncer de pele: é muito importante manter a pele protegida. Estudos comprovam que quem possui sarda tem maior predisposição a desenvolver câncer de pele. Por isso é importante ficar sempre atento.

8. Consultar um especialista: é muito importante consultar um dermatologista para que ele avalie melhor a necessidade de cada um.

As sardas dão um ar mais delicado ao rosto feminino.

O tratamento das sardas depende do diagnóstico realizado. Nem todas as manchas podem ser removidas com ácidos após uma longa exposição sem proteção durante o verão. Por isso, prevenir é melhor do que tratar. Caso você não goste de suas sardas, procure um especialista para um tratamento eficaz.

Top