Isabella 29/10/2021 Programas do Governo

O SP Acolhe é um projeto que faz parte do Bolsa do Povo, cujo objetivo é beneficiar famílias vulneráveis que perderam algum integrante da família devido à Covid-19.

Lançado em junho pelo governador João Doria (PSDB), o SP Acolhe faz parte do Bolsa do Povo, um programa que reúne diversos benefícios sociais. Criado em maio de 2021, através da Lei n°17.372, o programa Bolsa do Povo abrange as áreas de assistência social, qualificação profissional, educação, saúde, esporte e trabalho.

Segundo informações divulgadas pelo Governo, o objetivo é atingir mais de 2 milhões de pessoas através da unificação dos benefícios Ação Jovem, Aluguel Social, Bolsa Talento Esportivo, Bolsa Trabalho, Prospera Família, Renda Cidadã, Novotec Expresso, Via Rápida, Vale Gás, SP Acolhe e Bolsa do Povo Educação.

Continue lendo para saber mais sobre o benefício.

Como funciona o programa SP Acolhe

Como já mencionamos, o São Paulo Acolhe é um projeto de transferência de renda lançado em junho de 2021 e integrante do programa Bolsa do Povo. Vale ressaltar que a iniciativa tem o objetivo de atender famílias que perderam um ou mais membros familiares por covid-19 desde o início da pandemia, em março de 2020.

Dessa forma, através do SP Acolhe, o governo do estado de São Paulo estima beneficiar 11.026 famílias residentes em todo o estado com o valor de R$1.800, pago em seis parcelas mensais de R$300 entre os meses de julho e dezembro de 2021.

Requisitos para participar do SP Acolhe

Conforme foi divulgado no site do programa, o SP Acolhe é destinado às famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e que tenham renda mensal de até 3 salários mínimos, equivalente a R$3.300.

Além disso, para poder participar, é preciso cumprir outros requisitos estabelecidos pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, responsável por coordenar a ação, são eles:

  • As famílias devem estar inscritas no CadÚnico até 19 de fevereiro de 2021 e com o cadastro atualizado;
  • O CPF deve estar regularizado junto à Receita Federal;
  • É preciso que haja registro de, pelo menos, um óbito de membro familiar por Covid-19, podendo ser cônjuge, mãe, pai, avô/ó, filho(a) ou outro parente;
  • O óbito deve ter sido registrado até 21 de junho de 2021 e constar nos registros oficiais do Sistema de Informação de Vigilância da Gripe (SIVEP-Gripe).

Lembrando que são consideradas elegíveis para o SP Acolhe todas as estruturas familiares, sem regra para a idade dos filhos, com exceção da unifamiliar, ou seja, famílias formadas por uma única pessoa.

Como fazer o cadastro

Saiba que não é preciso se cadastrar no SP Acolhe, isso porque os beneficiários são selecionados pela Secretaria de Desenvolvimento Social através do cruzamento de dados no Cadastro Único, junto aos registros de óbitos da Secretaria da Saúde.

Dessa forma, para saber se tem direito ao SP Acolhe, basta acessar o portal do programa e informar o NIS.

Como sacar o dinheiro do SP Acolhe

Tenha em mente que o saque da quantia disponibilizada pelo SP Acolhe é feito através do cartão Bolsa do Povo, entregue no começo de agosto às famílias via Correios. 

No entanto, antes de sacar o dinheiro é preciso gerar o protocolo e senha no site Bolsa do Povo, para isso, basta seguir o passo a passo:

  • Acesse o site do Bolsa do Povo e clique no botão “entrar”, disponível no canto superior direito da tela;
  • Informe CPF e senha cadastrados;
  • Preencha os campos necessários com os dados pessoais.

Em seguida, haverá o direcionamento para a página que gera o protocolo e senha. Com essas informações em mãos, o beneficiário pode se dirigir a um caixa eletrônico do Banco do Brasil ou Banco 24h para realizar o saque. Também é possível sacar o dinheiro em correspondentes bancários, como lotéricas e supermercados.

Já no momento de realizar o saque do benefício SP Acolhe no caixa eletrônico, o beneficiado deve clicar na opção “Saque”, disponível na tela inicial, e depois selecionar, novamente, a opção “Saques”. Na etapa seguinte, é necessário clicar em “Benefícios Emergenciais” e informar o número do protocolo e senha.

Feito isso, é importante conferir se os dados estão corretos e clicar em “Confirma”. Pronto, o saque será realizado. Em caso de dúvidas sobre os correspondentes bancários autorizados, é possível entrar em contato com a Central de Atendimento Bolsa do Povo através do 0800 7979 800 ou pelo WhatsApp no (11) 98714-2645.

Não recebi o cartão do Bolsa do Povo, o que fazer?

Caso você não tenha recebido o cartão, entre em contato com a Central de Atendimento do programa, pelo telefone 0800 7979 800. É possível falar com um dos atendentes de segunda a sexta-feira, das 8hs às 18hs.

Há ainda a possibilidade de verificar o que houve pelo WhatsApp. Para isso, é preciso adicionar o número (11) 98714-2645 e enviar uma mensagem pelo aplicativo. Em seguida, serão informadas opções pelo sistema eletrônico, basta segui-las.

Tem mais alguma informação sobre o SP Acolhe? Deixa nos comentários.

Outros artigos

Chocolate é Bom para a Saúde, Saiba Mais

11/09/2011

Chocolate é Bom para a Saúde, Saiba Mais

“Chocolate faz mal à saúde”, “chocolate não tem nenhum benefício”, “chocolate é inimigo de quem quer ter uma vida saudável”. São inúmeras as colocações referentes a ...

Camisa Polo Ralph Lauren

24/03/2010

Camisa Polo Ralph Lauren

A Ralph Lauren é uma marca de roupas que traz o nome de um dos desenhistas de roupas norte-americano mais conhecido e bem posicionado. Ele é um judeu e faz de...

Benefícios do palmito para a saúde

12/05/2015

Benefícios do palmito para a saúde

O palmito é um caule, da família das hortaliças. É um alimento muito saboroso, retirado do miolo de algumas espécies de palmeiras e está presente em diversos tipos d...