São Paulo: um ano marcado por decepções

A temporada de 2011 para o São Paulo esteve longe de ser das melhores. Colecionando eliminações e frustrações, a equipe do Morumbi não conseguiu…

Com o contrato renovado, Leão terá a oportunidade de montar seu time para 2012. (Foto/Crédito: Luiz Pires/VIPCOMM)

A temporada de 2011 para o São Paulo esteve longe de ser das melhores. Colecionando eliminações e frustrações, a equipe do Morumbi não conseguiu atingir seus objetivos e terminou o ano do jeito que começou: sob a desconfiança de seus torcedores.

Um dos reflexos da fraca campanha são-paulina foi a constante troca de treinadores. Ao todo, foram quatro técnicos: Paulo César Carpegiani, Milton Cruz (interinamente), Adilson Batista e Emerson Leão, que renovou seu vínculo e permanecerá no clube para a temporada de 2012.

No primeiro semestre, sob o comando de Carpegiani, o São Paulo não conseguiu embalar. No Paulistão foi eliminado pelo Santos, em pleno estádio do Morumbi, na semifinal. Já na Copa do Brasil, a decepção foi ainda maior. O Tricolor caiu nas quartas de final para o Avaí, que, alguns meses depois, seria rebaixado para a segunda divisão do Brasileirão.

Com o segundo semestre, veio o Campeonato Brasileiro, torneio em que o Tricolor começou de forma arrasadora, com cinco vitórias nas cinco primeiras rodadas. Entretanto, a equipe do Morumbi não manteve o aproveitamento e despencou na tabela, fato que culminou com a demissão de Carpegiani.

Depois de Milton Cruz comandar o time por algumas partidas, a diretoria anunciou Adilson Batista, como o salvador da pátria. No entanto, a equipe continuou oscilando bastante na competição e a passagem de Adilson pelo Morumbi acabou sendo rápida. Com o time mal das pernas, a solução encontrada pela diretoria Tricolor foi apostar na experiência de Emerson Leão, que já havia obtido sucesso à frente do clube em sua primeira passagem como treinador.

Entretanto, nem mesmo a fama de disciplinador do treinador foi suficiente para evitar a precoce eliminação na Copa Sul-Americana, nas oitavas de final, para o Libertad. Para piorar a situação, o São Paulo não conseguiu sequer a vaga na Libertadores do próximo ano e terá de se contentar em participar da Copa do Brasil novamente.

Continuar Lendo  Dedé: o Mito da Colina

Com Leão garantido para a próxima temporada, a esperança dos são-paulinos é que a diretoria dê respaldo para o treinador remontar a equipe e que tenha entendido que o melhor caminho está longe de ser a seguida troca de treinadores.

Top