Quais são os tipos de anticoncepcionais e como eles funcionam

Saber quais são os tipos de anticoncepcionais e como eles funcionam é fundamental para que a mulher escolha, juntamente com o seu médico, a…

Saber quais são os tipos de anticoncepcionais e como eles funcionam é fundamental para que a mulher escolha, juntamente com o seu médico, a melhor opção.

A pílula é o anticoncepcional mais utilizado do mundo (Foto: Divulgação)

Existe uma grande variedade de métodos contraceptivos no mercado, que têm a função de evitar gravidez indesejada e de proteger contra as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Disponibilizados gratuitamente para a população, através do Ministério da Saúde, os anticoncepcionais podem ser retirados nos postos de saúde, mas antes de solicitar uma das opções, a mulher deve se consultar com um ginecologista, médico que indicará o método mais adequado para ela, com base em diversos fatores.

Anticoncepcional: cuidados, riscos à saúde

Remédios que cortam o efeito de anticoncepcional

Quais são os tipos de anticoncepcionais e como eles funcionam

O DIU também é bastante utilizado pelas mulheres (Foto: Divulgação)

Os principais tipos de anticoncepcionais são os seguintes:

– Pílula

Anticoncepcional mais utilizado do mundo, a pílula libera hormônios que impedem a ovulação. O comprimido deve ser ingerido diariamente, pelo período de 21 dias, com a suspensão da ingestão acontecendo durante uma semana, para a mulher menstruar.

– Anel contraceptivo

Flexível e transparente, ele libera, de forma gradual e contínua, os hormônios progesterona e estrogênio, inibindo a ovulação. Deve permanecer na vagina por 21 dias.

– DIU

O Dispositivo Intrauterino é uma estrutura de metal com ação espermicida, que impede a chegada do espermatozoide ao óvulo. Ele pode ser usado por até cinco anos.

– DIU hormonal

Diferencia-se do DIU convencional por liberar progesterona e reduzir a quantidade de sangramento.

Há ainda os anticoncepcionais injetáveis (Foto: Divulgação)

– Injetáveis

Com atuação semelhante à pílula, os anticoncepcionais injetáveis liberam os hormônios à medida que os músculos são irrigados pelo sangue, trazendo menos efeitos colaterais para o estômago.

Continuar Lendo  Anticoncepcional: como escolher corretamente

– Adesivo

Fixado na pele durante sete dias, o adesivo facilita a absorção do estrogênio e evita cefaleias e náuseas. A cada três semanas, o uso deve ser suspendido, por causa da menstruação.

– Diafragma

Atua como uma espécie de tampa protetora do colo do útero, evitando a chegada dos espermatozoides até ele. Combinado com gel espermicida, deve ser colocado duas horas antes da relação e retirado de 4 a 6 horas após o sexo.

– Camisinha feminina

Colocada algumas horas antes da relação, ela também forma uma barreira protetora, evitando a passagem dos espermatozoides. Precisa ser retirada logo após o uso.

Alerta para as fumantes e hipertensas

O adesivo anticoncepcional é outra alternativa (Foto: Divulgação)

As mulheres que fumam e também as que têm problemas relacionados à hipertensão, obesidade e diabetes, precisam ter muito cuidado ao usar determinados métodos contraceptivos. No caso das fumantes, por exemplo, é necessário evitar o uso dos anticoncepcionais que liberam estrógeno.

Por esses motivos, é muito importante consultar o médico antes de escolher qual método utilizar.

Top