Principais erros ao tomar sol

É sabido que todos gostam de tomar sol, curtir uma piscina, uma praia ou, simplesmente, pegar aquele bronze, no quintal. Ficar com o corpo…

É sabido que todos gostam de tomar sol, curtir uma piscina, uma praia ou, simplesmente, pegar aquele bronze, no quintal. Ficar com o corpo dourado, com marquinhas de biquíni ou sunga, é algo de que todos gostam. É algo que muda o humor, dá um up na autoestima, pois o bronzeado muda, um pouco, o que já se vê, todos os dias. Porém, a empolgação e a falta de cuidados são portas abertas para manhas e, provavelmente, um futuro câncer de pele. Vamos listar, a seguir, os principais erros ao tomar sol, citando, inclusive, alguns que chegam a ser absurdos.

É preciso se proteger (Foto: Divulgação)

Horários errados

É de conhecimento de todos, dada a ampla divulgação, que o horário péssimo para pegar um solzinho está compreendido entre 10h e 16h. Ou seja, quem quiser pegar uma cor deve fazê-lo, antes das dez da manhã ou depois das quatro da tarde. Mesmo assim, a grande maioria das pessoas acaba escolhendo justamente o pior horário para tomar sol. Tudo em nome da beleza e da rapidez! Entretanto, se você quer se prevenir contra um câncer de pele, encontre uma forma de se bronzear no horário indicado. Isso deve se feito com calma, em vários dias. Pode até demorar um pouco, mas você irá conseguir um bronzeado bonito, seguro e sem o risco de se queimar, transformando-se em uma pimenta, com um único dia de sol exagerado. Não se esqueça do protetor solar!

Tomar sol com pressa

O exagero é um grande erro (Foto: Divulgação)

Aqui, não se está querendo dizer que você deve tomar sol, sem pressa, torrando sob ele, durante o dia todo. Pode parecer absurdo, mas existem pessoas que se valem de meios extremamente prejudiciais, para conseguirem um bronze rápido. Tais pessoas costumam se fritar ao sol e, para isso, molham-se com água e sal, imitado a água da praia. Também há as que misturam cloro de limpeza à água. Sem dúvida, esse pode ser o pior erro ao tomar sol. Na realidade, pior do que isso é somente fazer isso e ainda não se proteger.

Não reaplicar o protetor solar

Outro erro grave ao tomar sol, cometido por muitas pessoas. Decidiu que vai para a praia ou para a piscina? Então, a cada vez que entrar na água, terá de reaplicar o protetor solar, se quiser estar segura (o). Caso passe o dia, sem se molhar, nem uma única vez, lembre-se que mesmo assim deverá reaplicar o produto, a cada duas horas. O FPS 15 ou o FPS 100 protegem do mesmo jeito. O que muda é o tempo de duração de sua proteção. Quanto menor o fator, mais curtos serão os intervalos entre as reaplicações. Na dúvida, faça-o, de duas em duas horas.

Deve-se ter atenção com os horários certos (Foto: Divulgação)

De forma um pouco radical, o ideal para a saúde da pele seria não tomar sol. Mas saiba que, embora ele seja prejudicial, um pouquinho dele, na parte da manhã, é necessário para a síntese de vitamina D. Sempre que se expuser aos raios solares, não abra mão do protetor solar e jamais use produtos vencidos.

Veja dicas para se cuidar: Como cuidar da pele antes e depois do sol

Saiba como não descascar: Dicas para não descascar depois do sol


Top