Pernambuco será sede de fábrica de caminhões chinesa

A estatal chinesa Shaanxi Automobile Group (SAG) anunciou que passará a produzir caminhões da marca Shacman em Pernambuco a partir de 2013, segundo informações…

A nova empresa em Pernambuco vai gerar muitos empregos (Foto: Divulgação)

A estatal chinesa Shaanxi Automobile Group (SAG) anunciou que passará a produzir caminhões da marca Shacman em Pernambuco a partir de 2013, segundo informações divulgadas pelo governador do Estado, Eduardo Campos, que visitou uma das fábricas da companhia na China, quando fechou o investimento de R$ 1 bilhão, de acordo com dados do portal eletrônico do governo estadual.

A construção da planta deve ter início neste ano, com previsão de duração de 10 meses. A empresa pretende fabricar em um primeiro momento dez mil veículos por ano, com expectativa de dobrar o número até 2017. A SAG fabrica atualmente cerca de 200 mil caminhões e ônibus a cada 12 meses, que são distribuídos para todo o planeta.

Leia também: Governo quer facilitar troca de dívida de um banco para outro

A fábrica de caminhões deve vir para Caruaru em 2013 (Foto: Divulgação)

A cidade escolhida para a instalação da fábrica será Caruaru, onde foi disponibilizado 220 hectares já desapropriados. Essa iniciativa é o primeiro passo para o desenvolvimento de um complexo industrial automotivo, que é projeto do governo. Os caminhões pesados e extra-pesados produzidos na cidade serão distribuídos para toda a América do Sul, segundo o comunicado do governo de Pernambuco.

Leia também: Guido Mantega afirma que o dólar a R$ 1,40 destruiria a economia brasileira

“O grande trabalho é para que, em vez de só comprar produtos da China e gerar empregos aqui, a gente possa levar empresas chinesas para gerar empregos em Pernambuco”, afirmou Eduardo Campos, em nota publicada no site oficial do governo. Para atrair os chineses foi oferecido incentivo fiscal de 95% sobre o saldo devedor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), de acordo com o Programa de Desenvolvimento do Setor Automotivo do Estado de Pernambuco (Prodeauto). A empresa também receberá incentivos municipais, como a isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) por dez anos.

Leia Também:  Dicas de lazer sem gastar muito

“Eles pretendem alcançar mais de 65% de nacionalização e, para isto, devem fabricar também os motores, a transmissão e os eixos para caminhão e ônibus em Pernambuco”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Júlio, também em nota.

Top