Aprenda a negociar suas dívidas

Estamos no final de mais um ano, e muitas pessoas pretende fazer a passagem do mesmo com as contas em ordem. Infelizmente a frase…

Por Redacao em 01/12/2011

Estamos no final de mais um ano, e muitas pessoas pretende fazer a passagem do mesmo com as contas em ordem. Infelizmente a frase “Devo e não nego, mas pago quando puder” ainda pertence a realidade da vida de muitas pessoas. A falta de experiência e descontrole sobre o orçamento, levam muitos a, nada agradável, restrição de crédito.

Se você está nessa situação e deseja sair do vermelho, fique atento a seguintes dicas:

☰ CONTEÚDO

Organização

O primeiro passo para colocar as dívidas em ordem:  ser organizado. Você sabe a data em que suas contas vencem? É normal encontrar pessoas que não sabem e não controlam essa informação. Deixar contas vencerem é sinônimo de juros e taxas, e valores elevados na hora do pagamento.

Organize-se e tenha tudo por escrito, faça uma tabela relacionada às dividas e as datas de vencimento das mesmas. Pois existem algumas pessoa que acabam esquecendo ou até mesmo perdendo as contas: esse erro é comum. Mas fique atenta, mais cedo ou mais tarde ela chegará, e bem mais cara.

Não deixe para amanhã

Para que seu orçamento saia o quanto antes do vermelho, não deixe para amanha o que pode começar a economizar hoje. Educação financeira é isso, saber quando ganhar e saber gastar esse valor de maneira saudável. Comece hoje mesmo a olhar o seu dinheiro como seu de verdade e corte todos os gastos que não forem necessários.

As contas antigas merecem destaque. Antes de começar a negociar as dívidas, faça um levantamento completo de suas contas, e pense, dentro do seu orçamento, qual o valor que você pode arcar nesse momento e não tenha medo e nem vergonha de mostrar sua situação financeira ao credor (pois ele tem o maior interesse em receber e mesmo que um pouco por mês é melhor que não receber). Faça uma proposta, mas com argumentos reais e sólidos.

Proponha parcelas, prazos e valores para o pagamento e apresente o material ao gerente de forma honesta, de cabeça erguida. Demonstrar que está realmente interessado em sanar a dívida é fundamental. Após fazer os acertos, registre e anote sua proposta por meio de um documento.

Seu padrão de vida é o limite

Abrir mão de um conforto momentâneo para quitar as dívidas antigas, muitas vezes é preciso. Ter um maior cuidado com o que realmente é preciso para o  conforto do dia a dia,  fará a diferença no quanto você poderá economizar e com isso sobrar mais para as pendências. Seguindo assim, brevemente  com tudo resolvido, os luxos podem voltar controladamente.

Top