Perigos dos remédios anti-inflamatórios

Os remédios anti-inflamatórios não esteroidais, também conhecidos como AINES, são bastante utilizados para baixar a febre ou aliviar dores, e muitas pessoas acabam comprando…

Os remédios anti-inflamatórios não esteroidais, também conhecidos como AINES, são bastante utilizados para baixar a febre ou aliviar dores, e muitas pessoas acabam comprando esses produtos por conta própria e fazendo uso da maneira que bem entendem. O que nem todo mundo sabe é que esse tipo de medicamento pode causar complicações sérias e colocar a saúde em risco. Fique por dentro do assunto e conheça os perigos dos remédios anti-inflamatórios.

O uso de anti-inflamatórios por conta própria pode ser muito perigoso. (Foto: divulgação)

Principais complicações

Entre as principais complicações dos anti-inflamatórios estão as hemorragias digestivas, que ocorrem em quase 50% dos pacientes que fazem uso crônico da medicação. O aparecimento de úlceras pépticas ocorre em 10% dos indivíduos e, nos casos graves de pacientes internados por essa complicação, 7% acaba indo a óbito. Outro problema bastante frequente é a lesão hepática.

Especialistas no assunto afirmam que o risco de efeitos secundários graves aumenta consideravelmente quando o indivíduo faz uso de anti-inflamatórios sem supervisão médica, pois é comum algumas práticas capazes de agravar a situação, como se automedicar, estender o tratamento além do tempo recomendado, aumentar a dosagem da medicação ou utilizar o produto junto com outros remédios,  álcool ou outros medicamentos que prejudiquem a ação dos remédios.

Os anti-inflamatórios são comumente usados para dor de cabeça. (Foto: divulgação)

Fatores de risco

Existem alguns fatores de risco que, quando presentes, indicam um aumento considerável das chances de o indivíduo apresentar complicação decorrente do uso de anti-inflamatórios, mesmo que seja esporádico, como por exemplo:

  • Idade superior a 60 anos;
  • Histórico de úlcera péptica;
  • Portador de problemas hepáticos;
  • Alcoolista crônico;
  • Usuário de outras medicações contínuas, pois a combinação de algumas medicações podem ser perigosas;
  • Portador de hipertensão arterial ou hipercolesterolemia.
Continuar Lendo  Mitos e Verdades sobre Meditação

Qualquer pessoa que se encaixe nesse grupo deve manter a atenção redobrada e só fazer uso desse tipo de medicação desde que seja devidamente prescrita por médico, lembrando de respeitar todas as orientações.

É muito importante seguir as orientações médicas. (Foto: divulgação)

Os anti-inflamatórios não esteroidais são remédios de venda livre, que podem ser comprados sem receita médica e fazem parte da “caixa de remédios” de várias famílias. Muitas pessoas acabam utilizando esse tipo de medicação por conta própria, para aliviar dores agudas como a dor de cabeça, ou até mesmo para baixar a febre. Entretanto, a maioria desconhece os perigos que os AINE podem representar para a saúde de alguns indivíduos, especialmente aqueles que possuem fatores de risco para complicações, que muitas vezes podem ser fatais.

 

Top