Perder um filho: como superar

A inversão do curso natural da vida, onde se é esperado que as pessoas mais velhas partam primeiro, é algo para o qual os…

A inversão do curso natural da vida, onde se é esperado que as pessoas mais velhas partam primeiro, é algo para o qual os pais não estão preparados e é extremamente doloroso lidar com a perda repentina e ter que sepultar um dos filhos. Na maioria das vezes os pais ficam desnorteados e não sabem como reconstruir a vida e superar a dor. Para ajudar nesse momento tão delicado, confira dicas de como superar a perda de um filho.

Conheça as fases do luto.

Casal chora a morte do filho. (Foto: divulgação)

Enfrentando o luto sem culpa

Os sentimentos dolorosos mediante a perda de um ente querido são comuns a todos os seres humanos de todas as épocas e, ainda assim, é impossível dizer que alguém esteja realmente preparado para lidar com essa situação. Não existe uma fórmula mágica capaz de amenizar o sofrimento, e cada um reage em um tempo diferente. Alguns suportam melhores que outros, mas no fundo, todo mundo sofre.

Um fato interessante de se pensar é que, enquanto vários pais perdem os filhos para a morte, muitos os perdem em vida, para o crime, para o mundo das drogas, para as más companhias. Isso mostra que as circunstâncias da perda e do luto são extremamente relevantes e significantes para o tipo de dor. A perda de um filho representa a perda de um pedaço de si próprio, e o sentimento de frustração que acompanha essa situação não é motivo para se envergonhar, pois é comum a todas as pessoas.

O luto é algo comum a todos os serem humanos de todas as épocas. (Foto: divulgação)

Como é possível superar a situação

Para continuar seguindo em frente não existe nenhum mistério. É preciso ter muita paciência e esforço para ir reconstruindo a vida aos poucos, pedra por pedra. Não é fácil lidar com as várias emoções que evoluem de forma incerta e muito dinâmica, nem com os sentimentos de culpa pelo ocorrido ou de arrependimento por ter deixado de fazer algo, que podem piorar a situação e tornar a recuperação dos pais mais difícil e dolorosa.

Leia Também:  Pedir alguém em namoro: dicas

Uma boa alternativa é procurar ajuda profissional, seja de terapeutas, psiquiatras ou até mesmo auxílio espiritual. Esse tipo de acompanhamento permite identificar aspectos antes não perceptíveis, de forma a permitir que os pais lidem melhor com as emoções e se livrem dos sentimentos negativos. A ajuda psiquiátrica pode ser especialmente recomendada para os casos acompanhados de depressão profunda, que impede a pessoa de recomeçar.

Saiba como lidar com as perdas e o luto.

A perda dos filhos geralmente é algo repentino para o qual os pais não estão preparados. (Foto: divulgação)

A perda de um filho é algo que vai contra o fluxo natural da vida. Por isso nenhum pai está preparado para enfrentar uma situação desse tipo e, quando acaba se deparando com o problema, sente uma dor imensurável que torna quase impossível de se viver. O primeiro passo que deve ser dado é acabar com sentimentos de culpa e aceitar a situação. É necessário não ter pressa e passar pelo luto durante o tempo que for preciso. A ajuda de profissionais é sempre bem-vinda e pode facilitar a resolução do problema.

Top