O que fazer em caso de ataque epilético

A palavra epilepsia, surgiu do grego e tem como significado ‘doença que provoca repentina perda da consciência’. Sua causa mais comum é uma desordem…

Movimentos involuntários fazem parte do ataque epilético.

A palavra epilepsia, surgiu do grego e tem como significado ‘doença que provoca repentina perda da consciência’. Sua causa mais comum é uma desordem cerebral, que resulta em uma sinalização anormal dos neurônios levando a movimentos involuntários. Durante o quadro de epilepsia, o padrão normal de atividade fica perturbado, resultando em estranhas sensações, emoções e comportamentos.

Outras causas de epilepsia:

  • Restrição de sono;
  • Mudanças súbitas de intensidade de iluminação;
  • Febre muito alta;
  • Ansiedade;
  • Abuso de álcool ou outras drogas;
  • Cansaço;
  • Nervosismo.

Qual o prognóstico para pessoas portadoras?

A maioria das pessoas que apresentam epilepsia, leva uma vida normal. Apesar de que, até a atualidade, não existe cura definitiva para a doença, mas, em alguns casos, ela pode desaparecer sem interferência médica. Porém, em outros casos é necessário o acompanhamento médico rotineiro e uso de medicamentos.

O ataque epilético ocorre devido a uma descarga neuronal anormal.

O que fazer perante uma pessoa com ataque epilético?

Independente do tipo de ataque que a pessoa esteja apresentando, com presença ou não dos espasmos musculares, é necessário reagir da seguinte forma:

  • Primeiramente, mantenha a calma;
  • Deite a vítima de modo que a cabeça esteja encostada em um lugar macio;
  • Se a vítima estiver usando roupas apertadas, afrouxe-as;
  • Retire óculos ou qualquer objeto que a vítima esteja usando;
  • Retire todos os objetos que estejam ao redor da pessoa, de modo a evitar que ela se machuque;
  • Nunca introduza sua mão dentro da boca da vítima. Você pode acabar se ferindo;
  • Se possível, mantenha a vítima em posição lateral, de modo que saliva ou vômitos escorram normalmente. Dessa forma você evita, também, que a língua caia sobre a garganta e obstrua a respiração;
  • Nunca segure demasiadamente a vítima;
  • Após a crise, a pessoa pode vir a apresentar perda da consciência ou desorientação, portanto evite deixá-la sozinha;
  • Ligue para um atendimento de urgência, imediatamente;
  • Caso seja uma vítima desconhecida, procure identificação e prossiga da mesma maneira.

Primeiros socorros em caso de epilepsia.

Em resumo, perante uma pessoa que esteja apresentando epilepsia, mantenha a calma e retire todos os objetos que possam causar ferimentos na vítima, coloque-a em posição lateral. Após isso, ligue imediatamente para um atendimento médico especializado e procure fornecer todas as informações necessárias que poderão ajudar a diagnosticar o motivo do ataque epilético.

Leia Também:  Principais tipos de algas que ajudam a emagrecer

Top