Número elevado de faltas tem atrapalhado o Coritiba no Brasileirão

No primeiro semestre, o Coritiba encantou torcedores do país inteiro com um futebol vistoso e bastante ofensivo, que lhe rendeu o título invicto do…

Leandro Donizete é o atleta mais faltoso da equipe, com 44 infrações cometidas

No primeiro semestre, o Coritiba encantou torcedores do país inteiro com um futebol vistoso e bastante ofensivo, que lhe rendeu o título invicto do campeonato paranaense e também o vice-campeonato da Copa do Brasil, perdendo na final para o Vasco.

Diante do desempenho da equipe nos dois campeonatos, o Coxa iniciou o Campeonato Brasileiro sendo apontado como um forte candidato a disputar as primeiras posições do torneio e brigar por uma vaga na Copa Libertadores de 2012.

Entretanto, dentro de campo as coisas não aconteceram dessa forma. O Coritiba decepcionou e atualmente ocupa a décima colocação do Brasileirão, com 48 pontos, praticamente sem chances de conquistar a vaga para a disputa do torneio continental, no ano que vem.

E um dos fatores que têm contribuído para a queda de rendimento do Coritiba é a violência. Segundo dados do Instituto de Pesquisas Datafolha, a equipe paranaense é a que mais comete infrações neste Brasileirão. Em 33 rodadas, os jogadores do Coxa já fizeram 684 faltas, média de 21,4 por partida. Para efeito de comparação, a segunda equipe mais faltosa da competição é o lanterna América Mineiro, que carrega a média de 19,8 infrações por jogo.

Quem mais contribui para o alto índice do Coritiba, nesse quesito, é o volante Leandro Donizete. O jogador realizou 16 partidas com a camisa do Coxa e fez em média 2,8 faltas por jogo. Diante do número elevado de infrações cometidas pela equipe, o Coritiba se destaca também quando o assunto é a indisciplina. No Brasileirão, a equipe paranaense é a quinta que mais recebeu cartões: 91, sendo 88 amarelos e três vermelhos.

Os números explicam, um pouco, a campanha irregular do Coritiba no Campeonato Brasileiro, já que, muitas vezes, a equipe parece mais preocupada em parar as jogadas com falta, do que em utilizar a técnica para superar os adversários.

Leia Também:  Vasco perde para Universidad de Chile e está fora da Copa Sul-Americana

Top