Mulheres que vão ao médico acompanhadas sentem mais dor

Mulheres que vão ao médico acompanhadas sentem mais dor, segundo estudo. A companhia de um parceiro nas idas ao médico quando se tem procedimentos…

Por Élida Santos em 26/01/2015

Mulheres que vão ao médico acompanhadas sentem mais dor, segundo estudo. A companhia de um parceiro nas idas ao médico quando se tem procedimentos clínicos a serem feitos, como por exemplo, uma necessidade de tomar injeção, aumenta muito a dor das mulheres, de acordo com o resultado de uma pesquisa divulgada recentemente. Quem vai ao médico nessas situações desacompanhados acabam suportando mais as dores.

Mulheres que vão ao médico acompanhadas sentem mais dor (Foto: Divulgação)

Leia mais informações sobre: Cólicas Menstruais: Dicas De Como Diminuir A Dor

Mulheres que vão ao médico acompanhadas sentem mais dor

A pesquisa que aponta que mulheres que vão ao médico acompanhadas sentem mais dor foi publicada na revista britânica “Social Cognitive and Affective”. Para consolidar o resultado desse estudo, os pesquisadores da University College London, do Kings College London e da Universidade de Hertfordshire convocaram 39 casais heterossexuais, que fizeram uma série de perguntas para refletir sore o quanto eles evitam (ou procuram evitar) a proximidade e a intimidade emocional com pessoas próximas em situações como essas.

A dor aumenta com companhia (Foto: Divulgação)

Estímulos dolorosos ajudaram na pesquisa

Cada voluntária dessa pesquisa passou por estímulos a laser dolorosos. Algumas pessoas estavam com os parceiros dentro e fora da sala, para comparar a mudança de comportamento de cada um. Na sequência de estímulos a laser, as mulheres deveriam marcar seu nível de dor nas duas situações (com ou sem companhia). As mulheres também estiveram sua atividade cerebral medida nesse período.

Saiba mais informações sobre: Dor Após As Relações Sexuais: O Que Pode Ser?

 

Pesquisa mostra como pessoas se comportam com plateia (Foto: Divulgação)

Batendo os resultados

Ao comparar os resultados das suas pesquisas, os estudioso descobriram que algumas mulheres participantes do estudo eram mais propensas a marcar altos níveis de dor enquanto seus parceiros estavam no quarto em que elas recebiam o laser. Muitas das mulheres que se comportaram melhor sem nenhum companheiro ao receber estímulos dolorosos, explicaram que preferem estar sozinhas nesses momentos e que confiam mais em si do que com a companhia do parceiro. Fora isso, elas disseram que estão desconfortáveis na sua relação.

Previna-se contra dor (Foto: Divulgação)

Testes de atividades cerebrais

De acordo com os pesquisadores, esses resultados do estudo foram refletidos nos testes de atividade cerebral. Quando os parceiros de cada mulher estavam presentes, os traços de atividade cerebral das mulheres apontavam mais picos mais altos de atividade em regiões do cérebro associadas a experiências com ameaças sobre o corpo.

 

Top