Mitos e verdades sobre autismo

O autismo não é um distúrbio incomum, e de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nos Estados Unidos, a…

O autismo não é um distúrbio incomum, e de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nos Estados Unidos, a ocorrência do problema tem se tornado cada vez mais frequente. As últimas pesquisas afirmam que essa doença afeta 1 em cada 110 crianças com oito anos de idade que vivem no Estados Unidos e é 4 vezes mais frequentes em meninos.

O autismo é um problema que tem se tornado cada vez mais frequente. (Foto: divulgação)

No Brasil, o transtorno global do desenvolvimento continua sendo cercado por estigmas que dificultam a real compreensão do problema e atrasam o diagnóstico e tratamento dos pacientes. O resultando é o sofrimento de toda família, que muitas vezes não sabe como lidar com a situação. Para evitar esse tipo de problema, esclareça algumas dúvidas e confira os principais mitos e verdades sobre o autismo.

Saiba quais os fatores que podem causar autismo.

Mitos e verdades sobre o autismo

  • O autista vive num mundo imaginário

Mito. Na verdade os portadores de autismo apresentam dificuldade de comunicação, o que pode acabar fazendo com que não sejam compreendidos, mas isso não significa que vivam num mundo imaginário. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado é essencial para ensiná-los a melhorar a comunicação.

  • Os autistas gostam de carinho

Verdade. O gosto pelo afeto não é diferente nos pacientes autistas que, assim como todas as pessoas, têm a necessidade por carinho. O que acontece, muitas vezes, é que determinados indivíduos podem desenvolver dificuldade em relação a contatos físicos como o de um abraço, por se sentirem sufocados. Na realidade, eles querem o carinho, mas não conseguem lidar com as sensações. Cabe aos cuidadores tentarem trabalhar esse aspecto, tendo paciência, persistindo com os carinhos e avisando antes de iniciar qualquer tipo de contato físico.

  • Geralmente os autistas são superdotados.
Continuar Lendo  Rasteirinhas verão 2012

Mito. Os autistas possuem variações de níveis de inteligência assim como qualquer outra pessoa. Apesar de raro, é possível encontrar pacientes autistas com habilidades especiais, principalmente artísticas, mas é mais comum os portadores desse problema apresentarem níveis de retardo mental.

É possível encontrar crianças autistas com habilidades especiais, mas isso não é comum. (Foto: divulgação)

  • Os autistas não gostam de ficar sozinhos

Verdade. Crianças autistas gostam de sentir a presença de pessoas queridas, mesmo que não interajam com elas. Não é incomum que esses pacientes gritem para demonstrar satisfação, o que acabar sendo entendido de forma errada. É necessário saber interpretar seus gritos.

  • Os autistas não entendem nada do que acontece ao seu redor

Mito. A medida de entendimento para as pessoas comuns se dá através da fala, mas como o portador de autismo possui grande dificuldade de comunicação, esse critério não se aplica. Isso não significa que não estejam entendendo o que se passa ao seu redor, mesmo que aparentemente não estejam prestando atenção.

Confira os cuidados necessários com crianças autistas.

A dificuldade de comunicação do autista deve ser trabalhada. (Foto: divulgação)

O autismo é um distúrbio que afeta muitas crianças e, de acordo com as últimas pesquisas, tem se tornado cada vez mais comum. Apesar dos avanços nas áreas da pesquisa e informação, essa doença continua cercada de mitos que atrapalham o convívio familiar e atrasam o tratamento, que poderia melhorar a qualidade de vida desses pacientes especiais.

Top