Busque seu Equilíbrio com Hábitos Saudáveis

Ter saúde é estar em equilíbrio físico, emocional e social, essa é a definição da organização mundial de saúde (OMS). Parece simples, mas não…

Ter saúde é estar em equilíbrio físico, emocional e social, essa é a definição da organização mundial de saúde (OMS). Parece simples, mas não é tão fácil conquistar aquela sensação plena de bem-estar que indica um ser humano em perfeitas condições para o trabalho, o amor e o lazer. A manutenção da saúde depende do cuidado pessoal e do modo de vida e de cada um.

Alimentação equilibrada, períodos de sono regulares, a prática de exercícios físicos e boa disposição mental auxiliam, e muito. É preciso lembrar que, condições de vida dignas, é o ponto de partida para a manutenção da saúde. Não é por acaso que a falta de saneamento básico coloca países como Moçambique entre os mais pobres do mundo.

Entre os cuidados gerais a base é a alimentação, que deve ser variada e balanceada. Exageros de gordura de animal, de sal e açúcar devem ser evitados em qualquer faixa etária. A gordura, porque eleva as taxas de colesterol e triglicérides no sangue. Estes endurecem as artérias e dificultam a irrigação dos tecidos. Mesmo o chamado “bom colesterol” (lipoproteína de alta densidade) apenas adere menos aos vasos sanguíneos.

O sal, usado em demasia, pode levar ao aumento de pressão arterial, muito açúcar leva à obesidade, prejudicando quem tem tendência ao diabetes. Quase no mesmo patamar de importância da dieta estão os exercícios físicos e os esportes em geral. Eles devem constituir hábito de vida (no mínimo 40 minutos, três vezes por semana), para que oxigenem os tecidos, forneçam tonicidade aos músculos, aumentem a flexibilidade e melhorem as condições cardiorrespiratórias, tornando o corpo mais resistente.

Cumpridas essas etapas, é quase certo que o peso ideal (também indicador da boa saúde) seja mantido. O sono é outro item básico para uma existência equilibrada e saudável. Grande número de pessoas trabalha demais e alimenta-se de forma errada. E, como se isso não bastasse, dorme um sono curto e de má qualidade, ignorando o quanto isso é prejudicial à saúde.

O asseio cuidadoso do corpo é tão importante como manter a casa limpa e as roupas lavadas e passadas. Nessa rotina deve-se lembrar que a água do consumo doméstico (para beber e cozinhar) precisa ser clorada o que afasta o risco de contaminação por bactérias e verminoses. Entre os diversos hábitos prejudiciais à saúde, o de fumar pesa bastante. O fumo é causa de câncer nos pulmões na boca, na faringe e na laringe.

Outro fator de risco para uma vida longa e saudável é o excesso de álcool, tanto nas bebidas destiladas como nas fermentadas. O álcool em demasia pode levar a distúrbios estomacais e digestivos, doenças circulatórias e cirrose hepática, além de causar dependência física e psíquica. Bebido moderadamente, não interfere na saúde.

A vida corrida, a falta de descanso e de lazer típica das grandes cidades exige de toda uma atenção maior com a saúde. É recomendável que, acima dos 35 anos de idade, todos os indivíduos submetam-se anualmente a uma avaliação geral. A rotina será medir a pressão sanguínea, os batimentos cardíacos, chegar a temperatura e os reflexos e depois conferir a taxa de açúcar no sangue, o colesterol, o triglicérides e o acido úrico.

As mulheres complementam o seu check-up anual com exames ginecológico: o papanicolau, que previne e detecta o câncer do colo do útero e a mamografia (para aquelas com mais de 40 anos), que irá investigar a ocorrência de nódulos e caroços nas mamas.

Homens com mais de 45 anos devem incluir na rotina medica anual o exame de próstata que irá detectar possíveis alterações nessa glândula, prevenindo o câncer. Para as crianças, é essencial a visita rotineira ao pediatra ou ao posto de saúde, para conferir o peso e o crescimento, além de dar prosseguimento à vacinação.

A saúde e a higienização dos dentes também têm grande importância na avaliação do organismo. Ir ao dentista ao menos duas vezes por ano garante a prevenção das caries e das doenças gengivas. A quantidade de alimento ingerido diariamente precisa ser mantida dentro dos limites. O volume médio de calorias para as mulheres adultas é de até 2000/dia; para os homens, cerca de 3 000/dia.

Top