Fatores que podem causar autismo

As causas exatas do autismo continuam sendo um mistério da medicina. Os pesquisadores já sabem que existe o envolvimento de fatores genéticos, e descobertas…

Por Editorial MDT em 04/01/2013

As causas exatas do autismo continuam sendo um mistério da medicina. Os pesquisadores já sabem que existe o envolvimento de fatores genéticos, e descobertas atuais levam a crer que diversos fatores ambientais contribuem para o desenvolvimento desse distúrbio. Entenda mais sobre esse problema e saiba quais fatores que podem causar autismo.

O autismo é um problema que desafia a ciência. (Foto: divulgação)

Uso de antidepressivos durante a gestação

Uma pesquisa realizada na Califórnia concluiu que mães que usam antidepressivos possuem chance duas vezes maior de ter filhos com autismo. Teorias indicam que os fármacos atravessam a barreira placentária e atuam diretamente no sistema nervoso no feto em formação, alterando as concentrações naturais de neurotransmissores e aumentando as chances de desenvolver a doença.

De acordo com pesquisa, crianças autistas possuem alterações cerebrais a partir dos 6 meses de idade. Confira.

Febre prolongada durante a gestação

Uma importante ativação do sistema imunológico das mães durante a gestação pode afetar o desenvolvimento do cérebro da criança. Foi isso que provou um estudo realizado com mais de 96 mil crianças dinamarquesas, ao constatar que mulheres que desenvolveram gripe ou febre prolongada durante a gravidez apresentaram duas vezes mais chance de ter filhos portadores de distúrbios do espectro do autismo (ASD).

Gestantes obesas

A obesidade materna é responsável em aumentar até 67% a chance de a criança apresentar ASD. A pesquisa envolveu 517 crianças nascidas na Califórnia entre 2003 e 2010 e mostrou que a ocorrência de obesidade, diabetes e hipertensão era maior nas mães de crianças autistas. Outro ponto importante a ser observado é que as mães diabéticas apresentaram maior chance de ter filhos com dificuldades relacionadas à linguagem.

O uso de antidepressivos durante a gestação aumenta as chances de ocorrer autismo. (Foto: divulgação)

Baixo nível de vitamina D

A vitamina D é muito importante para o desenvolvimento saudável do sistema nervoso da criança, e seus níveis inadequados foram relacionados com a ocorrência de ASD. A pesquisa evolveu 50 crianças autistas e 30 crianças normais e mostrou que 88% das portadoras da doença apresentavam insuficiência ou deficiência de vitamina D.

Entenda melhor os ricos da deficiência de vitamina D em grávidas.

Tabagismo durante a gravidez

Fumar durante a gestação é um hábito reconhecidamente maléfico, capaz de prejudicar a saúde da mãe e do feto em inúmeros aspectos e que está relacionado com o desenvolvimento de distúrbios mais leves relacionados ao autismo, como a Síndrome de Asperger. Os estudos realizados não demonstraram relação entre o tabagismo e o autismo clássico.

Poluição ambiental

De acordo com um estudo realizado na Califórnia, crianças que moram a menos de 300 metros de rodovias possuem o dobro de chance de apresentar autismo, se comparadas com aquelas que vivem em locais mais afastados da poluição.

Confira dicas e cuidados que devem ser tomados com crianças altistas.

Durante a gravidez é importante manter os níveis de vitamina D dentro do valor ideal. (Foto: divulgação)

O autismo é uma doença que desafia a ciência a entender melhor sua etiologia e fisiopatologia. Pesquisas recentes têm ajudado a esclarecer alguns desses mistérios, mas ainda será necessário muito estudo para definir e entender melhor suas causas.

Top