Microsoft compra divisão de celulares Nokia Microsoft compra divisão de celulares Nokia

Microsoft compra divisão de celulares Nokia

A Microsoft assinou um cheque de US$ 7,2 bilhões, aproximadamente R$ 17 bilhões de reais, para comprar boa parte da Nokia. O valor desembolsado…

Por Élida Santos em 10/09/2013

A Microsoft assinou um cheque de US$ 7,2 bilhões, aproximadamente R$ 17 bilhões de reais, para comprar boa parte da Nokia. O valor desembolsado pela empresa dos EUA está dividida em US$ 5 bilhões para a parte de serviços, como o pacote de mapas HERE, e US$ 2,18 bilhão para comprar a enorme lista de patentes que a Nokia.

A Nokia vendeu parte da empresa para a Microsoft (Foto: Divulgação)

O valor acordado para a compra da Nokia pela Microsoft vai terminado de pagar durante o primeiro trimestre daquele ano. A parte de patentes paga pela empresa norte-americana saiu bem mais barata do que a Microsoft pagou pelo Skype em 2011, quando o cheque foi assinado com cifra de US$ 7 bilhões.

Futuro da Nokia

Um dos motivos da Microsoft ter comprado parte da Nokia é a linha Asha de feature phones. Isso porque eles estão vendendo muito bem e estão com ótima aceitação em mercados emergentes. Aparentemente a Microsoft dará continuidade e licenciará a marca Asha.

Outra vantagem para a Microsoft na compra da Nokia é que a empresa é de longe, sua melhor parceira para criar smartphones Windows Phone. Isso porque a empresa é a que mais vende e a que mais aposta neste mercado. A Nokia não usa o Android, por isso entrega todas as suas fichas no Windows Phone.

Os celulares da Nokia ganharão tecnologia da Microsoft (Foto: Divulgação)

Relação de risco na compra da Nokia

A ideia da Microsoft ao comprar a Nokia é que ambas as marcas saiam ganhando nessa transação. Um lado bom desse negócio é que possivelmente a Nokia deixará de sofrer com a dificuldade de concorrer diretamente no mercado de smartphones, pelo menos por enquanto. Para a Microsoft, a grande vantagem é o controle de toda a produção de alguns smartphones com Windows Phone.

Diante dos benefícios existem problemas com essa parceria, pois a proximidade com a Microsoft afasta outros parceiros que acreditam no potencial do Windows Phone. Entre prós e contras, a parceria comercial entre Microsoft e Nokia deve ser vantajosa para o consumidor, que poderá uma tecnologia melhor nos produtos que vão comprar com a marca finlandesa de celulares.

Top