Micropigmentação: saiba mais sobre a técnica

A beleza das pessoas, mais especificamente a do rosto, está ligada aos traços que ajudam a delinear o semblante. Neste sentido, sobrancelhas, cílios e…

A beleza das pessoas, mais especificamente a do rosto, está ligada aos traços que ajudam a delinear o semblante. Neste sentido, sobrancelhas, cílios e os contornos do nariz e da boca são essenciais para que o rosto tenha uma forma harmoniosa, que é o que contribui com a aparência. Com o passar do tempo, estes traços vão se perdendo ou se modificando, mudando o nosso semblante, de forma negativa. Há, também, os casos de falhas ou insuficiência de pelos, que não tem relação direta com a idade. A micropigmentação é uma técnica estética que ajuda a disfarçar tais defeitos, contribuindo com o contorno da face. Mas ela não é usada somente nestes casos. Muitos outros problemas podem ser resolvidos, com ela. Saiba mais sobre a micropigmentação.

A micropigmentação tinge as áreas onde há falhas (Foto: Divulgação)

O que é micropigmentação

A técnica da micropigmentação, basicamente, tinge a pele, escurecendo áreas onde os pelos inexistem. Ela também é chamada de dermopigmentação. Pode ser aplicada para corrigir falhas nas sobrancelhas, fazer delineados permanentes nas pálpebras, corrigir o contorno dos lábios, escurecer ou clarear áreas (imitando técnicas que maquiagem que, por exemplo, afinam o nariz). A micropigmentação também é uma alternativa para pessoas que sofrem com o problema da calvície, pois ela diminui o contraste visual entre o couro cabeludo e os cabelos, tornando o problema menos visível. Também pode ser usada para corrigir outras imperfeições da pele, como cicatrizes, manchas, estrias e outros problemas semelhantes.

A técnica também pode ser usada no couro cabeludo, disfarçando o problema da calvície (Foto: Divulgação)

Micropigmentação é igual tatuagem?

Embora funcione de maneira semelhante, a micropigmentação não é igual tatuagem. Há algum tempo, usava-se a tatuagem para corrigir algumas imperfeições. Hoje, porém, o material usado na micropigmentação é específico para ela, com agulhas e substâncias menos agressivas, que proporcionam um resultado muito mais natural. Na tatuagem, a dor é imensa, pois as agulhas chegam à terceira camada da pele. Já na micropigmentação as agulhinhas são bem menos invasivas e penetram apenas na segunda camada da pele.

Exemplo, antes e depois da micropigmentação (Foto: Divulgação)

A durabilidade da micropigmentação é, também, menor. Retoques são necessários, após dois anos de aplicação. Caso a pessoa não goste do resultado, ela pode usar cremes que aceleram a renovação celular, fazendo com que o desenho desbote, em menos tempo; ou, também, recorrer à despigmentação, na própria clínica estética. Portanto, a dermopigmentação é um procedimento reversível.

Continuar Lendo  Pular corda ajuda a perder peso

Saiba o que é maquiagem definitiva: Maquiagem definitiva: o que é

Aprenda a corrigir falhas, em casa: Corrigir falhas nas sobrancelhas: dicas, como fazer

Top