Máscara que simula altitude: tendências malhação

Malhar é a melhor forma de queimar calorias mais rápido e conseguir um corpo definido. Para intensificar os treinos e melhorar os resultados, algumas…

Malhar é a melhor forma de queimar calorias mais rápido e conseguir um corpo definido. Para intensificar os treinos e melhorar os resultados, algumas pessoas estão apostando na máscara que simula altitude.

A máscara que simula altitude é a nova tendência nas academias. (Foto:Divulgação)

O que é a máscara que simula altitude?

A máscara que simula altitude tem tudo para se transformar na nova tendência das academias brasileiras. Entre os adeptos ao novo acessório de malhação, vale ressaltar à ex-panicat Lizzi Benites. A beldade chamou atenção no Instagram ao compartilhar fotos usando a máscara.

A Training Mask 2.0 está sendo vendida com a proposta de simular altitudes, o que consequentemente resulta em maior gasto calórico. Os educadores físicos garantem que a máscara tem este efeito no corpo porque diminui o porcentual de oxigênio no ar inspirado. Além de elevar a queima de calorias, o acessório aumenta a frequência cardíaca e a quantidade de glóbulos vermelhos no sangue.

Nem sempre a máscara consegue simular com perfeição as altitudes, mas ela tem a capacidade de diminuir a oferta de oxigênio durante a atividade física. Com a respiração mais difícil, o acessório melhora a capacidade pulmonar.

A máscara aumenta a frequência cardíaca e dificulta a respiração. (Foto:Divulgação)

Quem usa a Training Mask 2.0 pela primeira vez sente certo desconforto, que pode ser acompanhado por tontura e dores no peito por causa da dificuldade de respiração. No entanto, ao longo dos treinos o indivíduo vai se adaptando ao acessório.

A perda calórica não tem ligação direta com a dificuldade de respirar. Na verdade o que realmente faz a diferença no trabalho muscular é o aumento da frequência cardíaca em até 30%.

Não há uma contraindicação para usar a máscara que simula altitude. No entanto, nem todas as pessoas possuem condicionamento suficiente para aderir o dispositivo à rotina de exercícios.

Leia Também:  Emagrecendo e nunca mais engordando em 4 passos

A máscara que simula altitudes não tem presença frequente apenas nas academias. Ela também é usada por lutadores de MMA, jogadores de futebol e outros atletas que precisam melhorar o rendimento.

Training Mask 2.0: detalhes sobre o produto e preço

Training Mask 2.0. (Foto:Divulgação)

A ‘Training Mask 2.0’ não machuca e nem incomoda. Sua estrutura é formada por duas partes: uma de plástico que vai na boca e  outra de velcro, que passa entre as orelhas. Para que o dispositivo fique livre de bactérias, é importante fazer uma limpeza com álcool em gel sempre que possível.

No site do fornecedor, a Training Mask 2.0 custa US$79 dólares. Alguns representantes também vendem a máscara no Brasil pelo preço de R$ 240,00.

Top