Editorial MDT 30/11/2012 Bem Estar

A mamografia é super importante para o rastreamento do câncer de mama, que é a segunda causa de morte entre as mulheres brasileiras. Capaz de identificar lesões do tamanho de uma ervilha, esse exame ainda é cercado por crendices que impedem muitas mulheres de realizá-lo, o que pode retardar o diagnóstico e tratamento de doenças graves. Confira alguns mitos e verdades sobre a mamografia.

Conheça o programa de atendimento móvel para mamografia.

Muitas mulheres deixam de receber um diagnóstico precoce de câncer de mama por falta de conhecimento. (Foto: divulgação)

A mamografia é um raio-X da mama

Verdade. A mamografia é realizada com o mamógrafo, aparelho especial que emite raios-X na mama e gera uma imagem capaz de identificar lesões como o câncer, mesmo em estágio inicial, quando ainda são milimétricas.

A mamografia digital é melhor para detectar lesões

Mito. Tanto a mamografia digital quanto a manual são bem eficientes na detecção de lesões. A principal diferença entre as duas técnicas é que a primeira permite manipular as imagens através do computador, de forma a melhorar a visualização dos tecidos mamários, enquanto que, nesses casos, a segunda técnica exigirá a repetição do procedimento.

A mamografia não serve só para identificar o câncer de mama

Verdade. Como qualquer exame de imagem, a mamografia é capaz de identificar qualquer tipo de lesão que altere a estrutura do tecido mamário, como cistos, nódulos e calcificações, além do câncer de mama.

Com a mamografia é possível detectar lesões minúsculas. (Foto: divulgação)

Todas as mulheres devem realizar a mamografia a partir da mesma idade

Mito. De acordo com as recomendações do Instituto Nacional do Câncer (Inca), as mulheres que não possuem histórico de câncer de mama entre os familiares devem iniciar o exame anual das mamas a partir dos 40 anos. Entretanto, no caso de quem possui algum parente de primeiro grau, como mãe ou irmã, que desenvolveu a doença, é indicado que a paciente comece a fazer mamografia 10 anos antes da idade com que os familiares foram diagnosticados, independente de qual seja.

O exame dói muito

Depende. O nível de desconforto durante a realização do exame varia muito de uma mulher para outra e vai depender da sensibilidade de cada pessoa. Uma mama de cada vez é colocada sobre uma bandeja e comprimida, o que pode ser mais doloroso, especialmente para mulheres com mamas pequenas ou que estejam no período pré-menstrual.

Próteses de silicone podem atrapalham

Verdade. As próteses implantadas atrás do músculo peitoral não costumam dar nenhum tipo de interferência no exame. Entretanto, próteses colocadas na frente do músculo podem atrapalhar a visualização de lesões. Nesses casos não é preciso se preocupar, pois existe uma técnica, chamada de Manobra de Eklund, que melhora o campo visual e resolve o problema.

Entenda a importância do autoexame das mamas e saiba como fazer

A realização da mamografia pode ser dolorosa para algumas mulheres. (Foto: divulgação)

A mamografia é o exame mais importante no rastreamento do câncer de mama e, infelizmente, ainda não é realizado como rotina para todas as mulheres. Um dos grandes causadores desse problema é a falta de informação e os mitos criados em torno do assunto, que resultam na negligência do exame e muitas vezes impedem um diagnóstico precoce.

Outros artigos

Loja Online de Objetos de Decoração

14/04/2011

Loja Online de Objetos de Decoração

Quando estamos em nossa casa, naquele cantinho que mais gostamos, queremos que a decoração do mesmo seja algo completamente importante não é mesmo? Gostamos de ver q...

Inscrições Vagas de Estágio na CET 2009

11/11/2009

Inscrições Vagas de Estágio na CET 2009

Foram abertas inscrições pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo onde são oferecidas 189 vagas de estágio. As oportunidades são para estudante...