Como Fazer o Auto-Exame das Mamas – Importância do Auto-Exame das Mamas

Cerca de 80% dos tumores são descobertos pela própria mulher ao apalpar suas mamas. No entanto, uma das dificuldades para o tratamento é o…

Cerca de 80% dos tumores são descobertos pela própria mulher ao apalpar suas mamas. No entanto, uma das dificuldades para o tratamento é o estágio avançado em que a doença é descoberta. Quando a mulher consegue achar o nódulo na própria mama, em geral signifca que este já está em um estágio de desenvolvimento que exige mais atenção. Por isso, é fundamental que a mulher faça o auto-cuidado das mamas regularmente.

No entanto, é importante que se faça também o exame-clínico e a mamografia, conforme as recomendações médicas, a partir dos 40 anos.

É importante saber ao realizar auto-exame que as mamas de cada mulher são diferentes, e que as mudanças podem acontecer por causa da idade, do ciclo menstrual, gravidez, menopausa ou a utilização de pílulas anticoncepcionais e outros hormônios.

As mamas são um pouco granulosas e desiguais. É normal também que as mamas estejam ingurgitadas e sensíveis antes e durante o período menstrual.

Se você fizer o auto-exame e achar que encontrou nódulos nas mamas, é importante consultar um médico. Ele verificará se as irregularidades são características de sua mama. Nesse momento, você passa a conhecer essas irregularidades como normais.

Outro ponto que é importante também é saber que o auto-exame mensal não substitui a mamografia de triagem regular ou os exames clínicos de mama, feitos por um médico, em mulheres acima dos 40 anos.

O auto-exame de mamas deve ser feito todo o mês desde os 15 anos de idade, sete dias depois do início da menstruação, quando as mamas se apresentam mais flácidas e indolores. Depois da menopausa, deve-se definir um dia do mês e fazer o exame sempre com intervalo de 30 dias.

Fazer o auto-exame com regularidade ficará mais fácil de perceber qualquer mudança nas mamas de um mês para o outro.

Como Fazer o Auto-Exame das Mamas

1) Comece, em pé, em frente ao espelho, observando o bico dos seios e a aréola. Verifique se existe alguma retração ou alguma alteração na coloração da pele, da superfície ou do contorno da mama.

2) Em frente ao espelho, levante os braços. Veja se aparece alguma retração na pele da mama ou do mamilo.

3) Deite e coloque um travesseiro sob seu ombro direito. Coloque seu braço direito atrás da cabeça e, com a mão esquerda, apalpe a mama direita.

4) Em movimentos circulares suaves, aperte levemente, com as pontas dos 3 dedos médios, juntos, toda a mama, para sentir se existem nódulos ou endurecimentos

Repita os movimentos com a mão direita, apalpando a mama esquerda.

Uma vez por mês esse exame também pode ser realizado no banho, visto que as mãos ensaboadas deslizam na pele molhada e isso ajuda deixando mais fácil o reconhecimento de alguma alteração. A mulher deverá procurar um médico se encontrar um nódulo ou se notar alguma diferença.

Saiba que é fundamental fazer uma consulta anual com um profissional da saúde para a palpação das mamas desde os 15 anos, e dos 40 anos em diante, o exame da mamografia deve ser anual, ou com o período reduzido de acordo com a orientação do seu médico.


Top