quinta-feira, 6 de outubro de 2022 - 06/10/2022 21:30:52
MundodasTribos

O que é ingerido pelas mulheres influencia em sua saúde íntima. O consumo excessivo de doces e carboidratos, por exemplo, podem fazer com que surja o corrimento. Por outro lado, alimentos específicos podem ajudar a combater esse problema. Isso acontece porque o excesso de farinha branca no organismo, que torna-se glicose, e de açúcares faz o pH vaginal ficar mais ácido, o que aumenta a produção de bactérias, gerando a candidíase e o corrimento, que é um dos principais motivos que levam as mulheres as consultas ginecológicas.

Leia mais sobre: Hábitos que pioram o diabetes

O consumo de farinha branca interfere na saúde íntima da mulher (Foto: Divulgação)

Comer muitos produtos industrializados, que tenham alto teor de gordura ou ricos em leveduras, como vinho, cerveja e vinagre, entre outros, também propiciam condições para o desenvolvimento dessas doenças íntimas. Essa conclusão foi apontada por várias pesquisas, mas nenhum estudo conseguiu provar cientificamente que a exclusão e diminuições desses alimentos na dieta afeta a saúde íntima feminina.

O que este artigo aborda:

Doenças íntimas podem ser curadas com mudanças na alimentação

O caminho da cura para doenças íntimas de mulheres pode estar na cozinha. Bebidas lácteas com lactobacilos contribuem para reequilibrar o pH vaginal. A vitamina C à base da fruta cranberry é igualmente indicada para este fim, de acordo com estudos. No entanto, se a pessoa tiver problemas com lactose é necessário substituir o leite por suco de soja enriquecido.

Saiba mais sobre: Hábitos que aumentam a dor de cabeça

Para equilibrar a alimentação basta seguir uma recomendação simples: coloque legumes e vegetais na metade do prato, um quarto do prato deve conter alimentos ricos em proteína (com pouca gordura) e o espaço que sobrar pode ser completado com o famoso arroz e feijão. Também é recomendado beber bastante água ao longo do dia.

 

Uma alimentação saudável interfere na saúde íntima (Foto: Divulgação)

Ervas que ajudam na saúde feminina

Muitas mulheres não sabem, mas algumas ervas são especialmente úteis para a saúde feminina, ajudando a prevenir alterações orgânicas e a diminuição da imunidade. Gengibre e alecrim, por exemplo, têm propriedades antioxidantes, antifúngicas e antiparasitárias. O curry é antibacteriano. O orégano e a canela são antifúngicos, sendo que o primeiro pode ser consumido por qualquer tipo de mulher, já o segundo deve ser evitado por mulheres com hipertensão, já que estudos apontam uma possibilidade de aumento da pressão arterial.

O conteúdo "Hábitos alimentares influenciam na saúde íntima da mulher" foi feito por Élida Santos e distribuído por MundodasTribos na categoria Bem Estar em . Conteúdo atualizado em .

1

Pode ser do seu interesse

Dicas para renovar seu banheiro gastando pouco

Dicas para renovar seu banheiro gastando pouco

Amostra Gratis de Pisos

Amostra Gratis de Pisos

Pontos Turísticos no RJ, Dicas de Viagem

Pontos Turísticos no RJ, Dicas de Viagem

Pousadas em Dracena Preços

Pousadas em Dracena Preços

Sutiã de rosto promete evitar rugas

Sutiã de rosto promete evitar rugas

Atividades de Páscoa para Educação Infantil

Atividades de Páscoa para Educação Infantil