Fatores de risco que mais matam no mundo

A grande maioria dos problemas de saúde poderia ser evitada com algumas medidas simples e muitas vezes consideradas banais. Essas atitudes são capazes de…

A grande maioria dos problemas de saúde poderia ser evitada com algumas medidas simples e muitas vezes consideradas banais. Essas atitudes são capazes de diminuir consideravelmente as chances de ocorrência de eventos graves e por vezes fatais. Fique por dentro do assunto e confira os fatores de risco que mais matam no mundo.

Conheça como diminuir os riscos de ter um AVC.

A hipertensão é responsável por quase 13% das mortes anuais. (Foto: divulgação)

Fatores de risco e índice de mortalidade

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os principais fatores de risco que mais contribuem para aumentar o índice de mortalidade, que poderiam ser facilmente evitados e estão envolvidos com problemas graves de saúde, como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular encefálico, são:

  • Hipertensão arterial, responsável por aproximadamente 13% das mortes anuais;
  • Tabagismo, responsável por 71% das mortes por câncer de pulmão;
  • Hiperglicemia;
  • Sedentarismo;
  • Excesso de peso.

Ainda segundo a OMS, além da estreita relação com quadros agudos, estes mesmos fatores são capazes de ampliar substancialmente o risco de doenças crônicas e debilitantes, como cardiopatias, diabetes e até mesmo câncer. Para piorar a situação, essas condições se alastraram pelo cenário mundial, se disseminando tanto por países ricos quanto pelos pobres, diferentemente de outros fatores de risco, também letais.

Conheça os fatores de risco para o câncer de mama.

O excesso de peso está relacionado ao maior risco de mortalidade. (Foto: divulgação)

Risco à Saúde Global

A OMS lançou no dia 27 de outubro, em Genebra, o relatório “Riscos à Saúde Global”, baseado em dados compilados entre 2002 e 2004, onde o objetivo foi analisar os fatores de risco e seu impacto na população.

Leia Também:  Casa fresca durante o verão, dicas

A pesquisa resultou em uma lista com mais de 24 fatores de risco capazes de provocar morte prematura, associados a hábitos alimentares, comportamentais e situações ambientais. A instituição realizou o mapeamento da incidência de cada um dos fatores, mensurando seu impacto, de acordo com a renda média de cada país.

Idade, sexo e local do domicílio podem ser fatores de risco para glaucoma.

Fatores de risco e aumento da expectativa de vida

Segundo o relatório elaborado pela OMS, existem cinco fatores banais que, se excluídos, seriam capazes de aumentar a expectativa média de vida e, juntos, são responsáveis por quase 25% das mortes no mundo:

  • Sexo sem uso de preservativo;
  • Desnutrição;
  • Uso abusivo do álcool;
  • Precariedade de higiene e saneamento;
  • Hipertensão arterial.

A prática de sexo seguro poderia aumentar a expectativa de vida mundial. (Foto: divulgação)

Boa parte do número de mortes, bem como a incidência de problemas graves de saúde, poderia ser prevenida através da eliminação de alguns fatores de risco, muitas vezes desprezados pela população em geral. Após conhecer essas atitudes, previna-se de problemas sérios de saúde.

Top