Falando de Alexander McQueen

O inovador e revolucionário designer Alexander McQueen é reconhecido pelas suas habilidades incríveis. Trabalhou como aprendiz em sua juventude na clássica rua Savile Row…

O inovador e revolucionário designer Alexander McQueen é reconhecido pelas suas habilidades incríveis. Trabalhou como aprendiz em sua juventude na clássica rua Savile Row em Londres, entre 1990 e 1992. Trabalhando por lá, aprendeu métodos e técnicas de costura do século XVI até o séxulo XXI. Este mestrado adquirido o levou à oportunidades grandiosas para trabalhar. Teve passagem pela Gigli, Tatsuno, Givenchy e Gucci. Graduado pela escola de design mais importante de Londres, a Central Saint Martins School of Art and Design.

Com toda essa bagagem, em 1992, McQueen resolveu partir para uma linha própria, com coleções caracterizadas pelas perfomances extravagantes em seus desfiles. A coleção de 1994, Nihilism, trouxe notoriedade para o estilista. Em 1996, McQueen apresentou às passarelas, uma coleção com cintura ultra-baixa, revelando mais do que o necessário do bumbum. Já na coleção de 1997, chamada La Poupée, trouxe modelos insinuando escravidão com jóias de algemas. Em 1999, McQueen revolucionou mais uma vez na passarela. Colocou para desfilar modelos que eram atingidas por jatos de tinta de um aparelho instalado no próprio palco.

O estilista apresentava suas coleções como se fossem espetáculos, com muita inteligência e profissionalismo, muitas vezes o visual do ambiente era agressivo aos olhos, como, quando desfilou coleções em um asilo psiquiátrico. Esse contraste de roupas glamourosas e ambientes “sujos” e sombrios, enaltece ainda mais a sua criatividade.

Em 1997, ainda trabalhando para Givenchy e ao mesmo para sua marca própria. Givenchy era só elegância, beleza e feminilidade, e McQueen só pensava em inovação, design excêntrico e ideias extravagantes. McQueen trabalhava para a sua marca e, em suas peças e coleções, era perceptível como transmitia sentimentos pessoais em seus designs.

Continuar Lendo  A pequena notável

Mesmo após a sua morte, em fevereiro de 2010, McQueen e seu legado, através das mãos e mente de Sarah Burton, continua aceso e brilhando pelo mundo da moda. A marca foi escolhida por Kate Middleton para o casamento real com o príncipe, em 2011. Lady Gaga, excêntrica que só ela, usa e abusa dos modelitos extravagantes do mestre McQueen, destaque para os sapatos (armadillo shoes) do vídeo Bad Romance. Daphne Guinness também anda para lá e para cá com diversas peças de McQueen.

God Save McQueen!

Coleção de 1999: http://www.youtube.com/watch?v=reK0A1XIjKA

Coleção de 2001: http://www.youtube.com/watch?v=7HnOuedcRMw

Coleção de 2010: http://www.youtube.com/watch?v=JE-xYSLunwY

Top