Conheça as principais complicações da cirurgia plástica

Assim como qualquer outro tipo de cirurgia, a cirurgia plástica é um procedimento delicado e que envolve muitos detalhes. Ao decidir passar por uma,…

Por Editorial MDT em 28/11/2011

Assim como qualquer outro tipo de cirurgia, a cirurgia plástica é um procedimento delicado e que envolve muitos detalhes. Ao decidir passar por uma, é preciso estar ciente de tudo que pode acontecer. Hoje em dia é algo super seguro e está cada vez mais responsável. Já não há mais casos de complicações cirúrgicas ou coisas do tipo, mas sempre é preciso tomar cuidado. A cirurgia começa no pré e termina no pós operatório. Nesse período é preciso tomar medicamentos, fazer exames e seguir as indicações médicas.

Existem algumas consequências negativas da cirurgia plástica, contudo, elas só aparecem se o paciente não seguir todas as prescrições ou então o cirurgião errar em algum momento, o que é o mais difícil. Escolha um profissional de qualidade antes de tudo. Conheça seu trabalho, confira resultados de procedimentos realizados pelo mesmo, converse com pacientes e assim por diante. Isso diminui e muito as chances de qualquer  erro do cirurgião.

Existem os problemas mais graves e os não tão complicados assim. Entre os mais simples, podemos citar: infecção, hematoma, seroma, náuseas e vômitos, dormência ou formigamento, sangramento, cicatriz queloide e depressão. Como você pode perceber, eles não são tão sérios, mas podem aparecer e requer um tratamento.

Entre as consequências mais graves, estão: coágulo sanguíneo, complicação anestésica, pele necrosada, ataque cardíaco, arritmia cardíaca e alergia. Essas são mais sérias, pois podem levar à óbito. Mas fique tranquilo (a), pois são raríssimas de acontecer. Por esses e outros motivos é que os exames antes da cirurgia são tão importantes e vitais. São com os exames que os médicos avaliam as chances de complicações mais sérias.

As principais complicações da cirurgia plástica são as mais leves, como o problema com a cicatriz ou mesmo os hematomas. Elas podem ser resolvidas pelo próprio cirurgião ou ainda desparecem com o tempo, como é o caso do hematoma. É comum que a pele fique marcada pelo procedimento, mas com a recuperação o corpo volta ao normal.

Os problemas da cirurgia plástica podem ser evitados com os exames e procedimentos certos. O pós-operatório também influência bastante no resultado final. O paciente precisa seguir certinho o que o médico mandar. Todos esses detalhes evitam as possíveis complicações. Converse com o cirurgião e tire todas as suas dúvidas antes de qualquer decisão ou providência.

 

 

 

 

Top