Espremer espinhas pode causar infecções graves

Espremer espinhas pode causar infecções graves

Alguns costumes aparentemente inocentes podem esconder grandes riscos à saúde e muita gente não sabe, porém, tentar espremer aquela espinha enorme que aparece em…

Por Editorial MDT em 03/12/2012

Alguns costumes aparentemente inocentes podem esconder grandes riscos à saúde e muita gente não sabe, porém, tentar espremer aquela espinha enorme que aparece em momentos inoportunos, como em vésperas de festas, é a pior decisão que se pode tomar. Entenda mais sobre os perigos desse costume e saiba como que espremer espinhas pode causar infecções graves.

Veja algumas dicas de como cuidar da pele com acne.

As espinhas são problemas na vida de muitas pessoas. (Foto: divulgação)

Caso do jogador Dedé

O exemplo prático de que não se deve espremer lesões, especialmente as localizadas no rosto, é o caso do zagueiro Dedé, do Vasco, que recentemente foi internado depois de tentar espremer uma espinha no lábio. O resultado foi uma infecção bastante séria, chamada de celulite facial, que obrigou o jogador a ser internado, para surpresa dos fãs.

De acordo com médicos dermatologistas, apesar de serem incomuns, as complicações de espremer espinhas pode ocorrer com qualquer pessoa, especialmente nos casos de lesões localizadas no centro da face, nas proximidades do nariz.

Entendendo o problema

Ao tentar espremer lesões na pele, o indivíduo provoca um trauma local, que facilita a contaminação por agentes altamente patogênicos. Na maioria das vezes, as bactérias que causam problemas como a celulite, não são as mesmas que causam as espinhas e cravos.

Caso o tratamento adequado com antibioticoterapia seja postergado, a infecção atinge a corrente sanguínea e chega aos seios cavernosos, que são estruturas venosas localizadas na dura-máter. O resultado é uma trombose na região, com interrupção do fluxo sanguíneo para importantes vasos.

Jogador Dedé, do Vasco, internado por celulite facial. (Foto: divulgação)

Por isso que, nos casos de celulite facial, é imprescindível que o paciente seja internado para ficar em observação e receber o tratamento com antibiótico endovenoso, uma vez que o entupimento dos vasos sanguíneos pode ser fatal.

Confira receitas caseiras que prometem secar espinhas.

Risco de meningite

Além de causar trombose dos seios cavernosos, a infecção ainda pode atingir diretamente o sistema nervoso central, resultando em problemas graves, como a meningite. Essas situações são consideradas urgências médicas e podem ser fatais, necessitando de atendimento médico imediato.

Grupos de risco

Complicações de tentativas de espremer espinhas podem afetar todas as pessoas, entretanto, existem grupos de risco onde essa prática possui maiores chances de resultar em problemas sérios, como no caso de pessoas com imunidade baixa (que fazem uso de corticoide de forma crônica ou portadores de HIV), crianças, adolescentes e portadores de acne grau III e IV.

Saiba como remover espinhas corretamente.

Espremer espinhas é a pior decisão que se pode tomar. (Foto: divulgação)

Espremer espinhas é um costume aparentemente inocente, mas que pode ter graves repercussões para a saúde, com problemas que vão desde celulite facial até trombose dos seios venosos e meningite. Por isso é melhor buscar outras formas de se livrar na pele e procurar a ajuda de um dermatologista.

Top