Escola norte-americana castiga alunos tocando música de Justin Bieber

Tudo bem que algumas pessoas não gostam das canções de Justin Bieber, mas usar o hit do cantor para torturar crianças já é demais.…

Tudo bem que algumas pessoas não gostam das canções de Justin Bieber, mas usar o hit do cantor para torturar crianças já é demais. Não está entendendo nada? Calma, vamos explicar.

Música de Bieber virou instrumento de tortura (Foto: Divulgação)

Um colégio dos estados Unidos está utilizando as músicas de Justin Bieber como um meio de castigar, de acordo com o The Orange News. O primeiro sucesso do cantor, “Baby”, que fez o garoto ficar conhecido em todo mundo como um dos mais famosos do marcado pop, está sendo tocado repetidas vezes nos alto-falantes da Tenino High School.

Castigo por uma boa causa

O objetivo de castigar os estudantes com uma música do Justin Bieber é tocar a música até conseguirem arrecadar 500 dólares para crianças órfãs de Gana, na África. O problema é que as crianças torturadas com a música de Bieber estão ficando irritadas com essa overdose de canções do cantor.

Escola usa música para torturar alunos (Foto: Divulgação)

Tortura mental

Todos sabem que a meta é bem importante, mas mesmo assim recamam da tortura. Um dos alunos disse que mesmo gostando do cantor está bem cansado de escutar ele o dia inteiro. Já outro, disse que não suporta escutar as canções de Bieber e essa tortura está surtindo efeito, pois está passando a ficar ainda mais irritado com a música do astro pop e quer que as doações atinjam logo a meta para a canção parar de tocar.

Escola que tortura com a “ajuda” de Bieber quer ajudar a educar crianças em Gana

O colégio, que localizado em Washington, decidiu realizar essa ação para ajudar a escola Crossover Academy Internacional, que educa mais de 250 órfãos em Gana. Justin está usando a sua música para uma boa causa, mesmo sem saber, mas está perdendo fãs nessa escola, já que muitos estudantes declararam que estão a ponto de ter um surto de tanto ouvir o cantor cantando “Baby”. A escola não informou se a meta de doações estão sendo atingidas para a tortura parar logo, mas muitos alunos estão emprenhados em fazer as doações atingir um valor considerável.


Top