Em jogo fraco tecnicamente, São Paulo e Corinthians empatam sem gols

Apesar do frustrante 0 a 0, resultado garante o Tricolor na liderança provisória do Brasileirão. Timão permanece na terceira posição

São Paulo e Corinthians fizeram um jogo abaixo das expectativas dos torcedores e apenas empataram sem gols no Morumbi. O resultado colocou o Tricolor na liderança do torneio pelo menos até amanhã, quando o Vasco entra em campo e pode retomar a ponta em caso de vitória ou empate. Já no Timão, o ponto conquistado fora de casa minimiza um pouco a crise e mantém o time no terceiro lugar.

 

Pelo que foi a partida é possível deduzir que, apesar do São Paulo ser o líder, foram os corintianos que saíram mais satisfeitos de campo com o empate. Isso porque enquanto o São Paulo entrou no Morumbi com o propósito de atacar e conquistar os três pontos, o Timão foi a campo bastante recuado e apostando em um erro do rival para surpreender.

Tricolor ofensivo na primeira etapa

O São Paulo tomou a iniciativa e começou a partida marcando o Corinthians em seu campo. A pressão inicial surtiu efeito e o Tricolor criou duas boas chances logo de cara. Aos quatro minutos, Dagoberto recebeu de Cícero pela esquerda e chutou cruzado para boa defesa de Júlio César. Um minuto depois, a bola chegou até Lucas dentro da área. O meia dominou, mas na hora da finalização bateu mascado para defesa tranquila do goleiro corintiano.

O jogo permanecia bastante disputado no meio de campo, com o São Paulo sempre mais perigoso no ataque. A partir dos 25 minutos, o Corinthians equilibrou a partida e passou a ficar mais tempo com a bola nos pés. As principais jogadas ofensivas eram criadas pelo lado direito, principalmente com Alessandro, que não cansava de errar cruzamentos na área. Emerson pelo lado direito apareceu no jogo e incomodava a defesa do São Paulo, mas sem levar perigo a Rogério Ceni.

Leia Também:  Com primeiro tempo perfeito, Botafogo vence o líder Corinthians

Mais agudo ofensivamente, nos minutos finais o São Paulo votou a pressionar e quase chegou ao gol por duas vezes. Aos 43, Dagoberto cobrou falta na área e Casemiro cabeceou a bola na trave. O lance acendeu o time e a torcida do São Paulo, que voltou a assustar dois minutos mais tarde. Wellington fez boa jogada pela direita e cruzou na área. Piris bateu, mas a bola explodiu na zaga do Timão.

Jogo morno na etapa complementar

A segunda etapa começou com o São Paulo tendo mais posse de bola e trocando passes de um lado para o outro na tentativa de abrir espaços na zaga corintiana. Porém, o ímpeto tricolor no segundo tempo era menor do que o demonstrado na primeira parte do jogo. Lucas, Dagoberto e Cícero tentavam articular as jogadas de frente, mas falhavam na hora da finalização.

Recuado, o Corinthians deixava o tempo passar e chegava pouco ao ataque. Entretanto foi do Timão a chance mais clara até os 30 minutos. Fábio Santos cruzou para a grande área e Emerson cabeceou sozinho, mas a bola saiu por cima do gol tricolor.

O ataque despertou os jogadores do São Paulo. Aos 32 minutos, a torcida Tricolor pediu pênalti. Em uma confusão dentro da área, Casemiro dividiu a bola com Danilo e caiu, mas o árbitro corretamente mandou o jogo seguir.

O São Paulo pressionava em busca do gol da vitória. Aos 39 minutos, a bola sobrou para Wellington sozinho. O volante finalizou forte, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Alguns torcedores são-paulinos, inclusive, soltaram o grito de gol.

Apostando no contra-ataque rápido, o Timão assustou. Emerson aproveitou falha de Rodrigo Caio, rolou para William, mas na hora de finalizar o atacante foi travado pela zaga.

Leia Também:  Vasco apenas empata com o São Paulo e perde a liderança

Na última chance do São Paulo na partida, João Filipe fez ótima jogada pela direita e sofreu falta próxima à área. Na cobrança, Rivaldo bateu por cima e acabou com as chances do Tricolor conquistar a vitória.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0X0 CORINTHIANS

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Piris (Rodrigo Caio), João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Carlinhos, Casemiro e Cícero (Rivaldo); Lucas e Dagoberto (Marlos). Técnico: Adilson Batista

CORINTHIANS: Julio Cesar, Alessandro, Wallace, Paulo André e Leandro Castán (Fábio Santos); Ralf, Paulinho, Alex (Jorge Henrique) e Willian; Emerson e Liedson (Danilo). Técnico: Tite.

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)

Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-RS) e Altemir Hausmann (Fifa-RS)

Renda e público: R$ 1.282.520,00 / 44631 pagantes

Cartões amarelos: Casemiro (SPO); Paulinho, Emerson (COR)

Top