Dormir mais de 9 horas combate a obesidade

Dormir emagrece? – Esta é uma das principais dúvidas de quem luta pelo controle do peso e a boa forma do corpo. Estudos anteriores…

Dormir mais de nove horas reduz as influências genéticas sobre o IMC.

Dormir emagrece? – Esta é uma das principais dúvidas de quem luta pelo controle do peso e a boa forma do corpo. Estudos anteriores já demonstraram que uma noite de sono relaxante e tranquila contribui com condições de vida mais favoráveis, comparado à rotina dos insones que sofrem com a fome noturna.

Uma pesquisa norte-americana desenvolvida recentemente mostrou que dormir mais ajuda a reduzir às influências genéticas ligadas a obesidade. Além disso, o estudo revelou que o sono curto, ou seja, com menos de sete horas aumentam as chances de ganhar peso.

Saiba mais: Dormir pouco engorda

Entenda a pesquisa

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Washington, o costume de dormir mais de nove horas por noite ajuda a combater o ganho de peso. Para chegar a conclusão, os pesquisadores consideraram até mesmo as pessoas com propensão genética a engordar.

O estudo, divulgado na revista científica “Sleep”, avaliou 1.088 casais de gêmeos para chegar aos resultados. Segundo as análises, os participantes que dormiam menos de sete horas por dia estavam mais propícios aos genes da obesidade, além de apresentar IMC (índice de massa corporal) maior.

Uma noite com mais de 9 horas de sono atua no combate a obesidade.

O estudo americano mostrou que os gêmeos que dormiram menos de sete horas chegam a ter 70% de influência genética no IMC, enquanto os gêmeos que dormiram mais de nove horas por noite apresentam apenas 32% de genes favoráveis.

No caso daqueles que dormiram mais de nove horas por noite, a hereditariedade do IMC se revelou menor e não impulsiona com tanta frequência os genes ligados a obesidade. Este resultado promete servir de argumento científico para justificar o sono longo dos dorminhocos.

Leia Também:  Pacotes feriado junho 2012, viagens

Tenha um sono melhor! Leia: Dicas para dormir bem

Para o responsável pela pesquisa, Nathaniel Watson, os resultados apontam que o sono curto pode agravar os casos de obesidade e criar um ambiente mais permissível para o ganho de peso.

Estudos anteriores também avaliaram a influência da baixa qualidade do sono no ganho de peso. Os pesquisadores concluíram que a genética tem controle sobre o metabolismo do açúcar no sangue, armazenamento de ácidos graxos, da saciedade e do gasto energético.

Alerta

Cuidado! Dormir muitas horas por dia também é prejudicial.

Apesar de o sono longo diminuir as chances de obesidade, é recomendado tomar alguns cuidados para que a rotina não se torne perigosa. De acordo com outras pesquisas norte-americanas e canadenses, o indivíduo que dorme mais do que o corpo necessita para descansar pode ficar mais cansado, ter o desempenho do cérebro prejudicado, sofrer com dores de cabeça e até mesmo depressão.

 

Top