Doação de medula óssea: como é feita

O transplante de medula óssea se refere a um procedimento clínico que permite retirar uma pequena quantidade de medula da parte interna dos ossos e coloca-la…

O transplante de medula óssea se refere a um procedimento clínico que permite retirar uma pequena quantidade de medula da parte interna dos ossos e coloca-la em uma outra pessoa. Saiba mais sobre o assunto e veja como é feita a doação de medula óssea.

A doação de medula é um ato solidário. (Foto: divulgação)

O que é medula óssea

A medula óssea é um tecido líquido-gelatinoso que fica no interior dos ossos, sendo conhecida como “tutano”. Nela são produzidos os componentes sanguíneos como hemácias, leucócitos e plaquetas. As hemácias transportam o oxigênio dos pulmões paras as células do corpo, e o gás carbônico para ser expirado.

Os leucócitos são os agentes mais importantes que atuam nas defesas do nosso organismo, são eles que nos protegem das infecções. Já as plaquetas são responsáveis pela coagulação.

Veja também cuidados com falsos tratamentos com células tronco

O que é transplante de medula óssea

É um tipo de tratamento proposto para algumas doenças que afetam as células sanguíneas, como o linfoma e a leucemia. Trata-se da substituição da uma medula doente por células normais de medula óssea, com o objetivo de reconstitui-la.

O transplante pode ser autogênico, quando a medula é retirado do próprio indivíduo acometido. No caso do transplante alogênico a medula é retira de outro doador. O transplante também pode ser feito com células precursoras de medula óssea, obtidas no sangue circulante de um doador ou do cordão umbilical.

O transplante de medula óssea é muito seguro. (Foto: divulgação)

Como é feito o transplante

Depois de dar início ao tratamento que ataca as células doentes e destrói a medula, o indivíduo recebe outras células, sadias, como se fosse uma transfusão de sangue. Essa nova medula é rica em células conhecidas como progenitoras, já que elas se alojam na medula e se desenvolvem.

Durante esse período, no qual as células não conseguem produzir glóbulos brancos, vermelhos e plaquetas, o indivíduo fica mais suscetível ao desenvolvimento de infecções e hemorragias. Por isso, ele deve ficar longe de locais e pessoas que possam passar algum germe para seu organismo.

É devido a baixa imunidade que o paciente deve ser mantido no hospital em isolamento. Os cuidados com a dieta, limpeza e esforços físicos são extremamente necessários. Após a recuperação da medula, o indivíduo deve receber o tratamento em regime ambulatorial (em casa e no consultório), sendo necessário em alguns casos o comparecimento ao hospital todos os dias.

Seja um doador de medula óssea. (Foto: divulgação)

Veja também tratamento para anemia profunda 

O transplante de medula óssea é um procedimento muito simples tanto para o doador quanto para o transplantado. Porém, é necessários ter alguns cuidados durante a realização desse procedimento. Torne-se também um doador de medula óssea.

Top