Cuidados com falsos tratamentos com células-tronco

Algumas pesquisas já apontam que as células-tronco podem revolucionar a medicina. De acordo com estudos avançados, o material pode ser uma alternativa para tratar…

Algumas pesquisas já apontam que as células-tronco podem revolucionar a medicina. De acordo com estudos avançados, o material pode ser uma alternativa para tratar doenças, como diabetes, câncer, o Mal de Alzheimer, enfisema pulmonar e até mesmo a AIDS. Apesar da versatilidade e eficácia, as células-tronco devem ser usadas com cautela, porque nem todas as terapias são confiáveis.

Muitos médicos consideram a célula-tronco com o futura da medicina. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: USP criará banco de células-tronco para pesquisa de doenças crônicas

O que são as células-tronco?

A célula-tronco é um tipo de célula capaz de se transformar em qualquer tipo de célula do corpo. Assim, ela é capaz de formar as pequenas estruturas de tecidos, que por sua vez formam os órgãos com diferentes funções.

Existem dois tipos de células-tronco: as embrionárias e as adultas. O primeiro grupo é formado por aquelas que dão origem aos órgãos necessários para o desenvolvimento do feto. Já o segundo grupo é constituído por células encontradas em todas as partes do corpo humano, principalmente no cordão umbilical e na medula óssea.

Apesar de muitos cientistas acreditarem que o futuro da medicina está nas células-tronco, o uso destas estruturas é alvo de discussões políticas e religiosas. A Igreja, por exemplo, considera o embrião como uma vida em formação, por isso ao remover a célula-tronco e sacrificá-lo, acredita-se que um assassinato está sendo cometido. Em países mais conservadores, as pesquisas com células-tronco se limitam ao uso de células adultas.

Tratamentos com células-tronco

Os tratamentos com células-tronco são avançados e caros. (Foto:Divulgação)

Como são realizados a partir de técnicas avançadas e pioneiras, os tratamentos com células-tronco são caros. Só a coleta e o processamento das células do cordão umbilical tem o preço de U$ 1.325, fora a taxa anual de estocagem que custa U$ 95. A terapia celular para quem deseja usar as células-tronco da própria medula tem o valor de U$ 80 mil. Para receber um tratamento com células provenientes de um doador compatível, o custo varia de U$ 90 mil a US$ 150 mil.

Leia Também:  Somaterapia: o que é, saiba mais

No Brasil, os tratamentos com células-tronco são realizados apenas nos grandes centros de pesquisa, mediante a assinatura de um termo de consentimento para participar de um estudo clínico. Em outros países, os estudos já estão mais avançados e as células-tronco são usadas em terapias, como é o caso de Inglaterra, Austrália, Canadá, China, Japão, Holanda, África do Sul e Alemanha.

Falsos tratamentos com células-tronco

Há muitos médicos que se aproveitam dos avanços das pesquisas para vender falsos tratamentos com células-tronco. Algumas clínicas clandestinas em São Paulo, por exemplo, iludem os pacientes dizendo que vão aplicar medicamentos com células-tronco para tratar casos graves. O Jornal Nacional, da Rede Globo, chegou a flagrar médicos vendendo um falso tratamento com células-tronco.

Em São Paulo, clínicas clandestinas estão vendendo falsos tratamentos com células-tronco. (Foto:Divulgação)

Antes de se submeter a um tratamento com células-tronco, é importante conhecer a veracidade da terapia, estar ciente dos riscos e verificar se o método não é clandestino.

Veja também: Tratamento com células-tronco se mostrou eficaz para tratar sequelas do infarto

Top