Dieta sem glúten aumenta os riscos de diabetes tipo 2

Dieta sem glúten aumenta os riscos de diabetes tipo 2, é o que afirmam pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, revelando que o famoso programa alimentar pode não ser tão bem benéfico quanto se imagina.

Dieta sem glúten aumenta os riscos de diabetes tipo 2 (Foto Ilustrativa)

Proteína encontrada no trigo, cevada e centeio, o glúten não deve ser consumido por quem tem a doença celíaca (intolerância radical à substância), mas também virou alvo das pessoas que querem emagrecer.

Presente em diversos tipos de massas (macarrão, bolo, pães, etc), nas cervejas e em outros tipos de alimentos, a proteína passou a ser retirada do cardápio para evitar o ganho de peso, em uma dieta que virou febre entre as famosas, como a atriz Gwyneth Paltrow.

Dieta sem glúten aumenta os riscos de diabetes tipo 2

Diabetes é só uma das doenças que a restrição ao glúten pode causar (Foto Ilustrativa)

A pesquisa que mostrou que a dieta sem glúten favorece o desenvolvimento de diabetes tipo 2 foi realizada com 200 mil pessoas, sendo que a maioria consumia menos de 12 gramas de glúten por dia.

Dentro dessa faixa, os participantes que ingeriram maiores quantidades da proteína tiveram menor chance de desenvolver diabetes tipo 2, enquanto aqueles que consumiram menos de 4 gramas por dia aumentaram o risco da doença em 13%.

O macarrão é uma grande fonte de glúten (Foto Ilustrativa)

Durante o estudo, realizado entre os anos de 1984 a 1990 e de 2010 a 2013, foram confirmados cerca de 16 mil casos de diabéticos, de acordo com Geng Zong, profissional responsável pela pesquisa.

Segundo ele, os alimentos sem glúten trazem menores quantidades de fibra diabética e outros micronutrientes, tornando-os menos nutritivos. O cientista alerta ainda que quem não tem alergia a glúten deve reconsiderar essa dieta das famosas, para prevenir doenças crônicas.

Dieta sem glúten outros perigos

O glúten também é encontrado no trigo, centeio e cevada (Foto Ilustrativa)

Além de aumentar os riscos de diabetes tipo 2, há outros perigos da dieta sem glúten. Recentemente, um estudo realizado pela Universidade de Illinois (EUA) mostrou que retirar a proteína do cardápio eleva os riscos de contaminação por metais tóxicos, especialmente arsênio e mercúrio.

É que os produtos sem glúten normalmente trazem farinha de arroz substituindo a proteína, e essa substância facilita o acúmulo de metais que vêm de fertilizantes, do solo ou da água. A exposição a tais produtos tóxicos pode causar doenças cardiovasculares, câncer e outros problemas.

Vale destacar também que, até o momento, não há comprovação científica dos benefícios da restrição ao glúten, a longo prazo. Ou seja, se você não é celíaco, pense bem antes de fazer esse regime da moda.

Leia mais sobre esse e outros assuntos navegando pelo Mundo das Tribos.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados