quarta-feira, 17 de agosto de 2022 - 17/08/2022 08:16:40
MundodasTribos

A doença celíaca é causada por alimentos que possuem glúten e sua composição.

A doença celíaca é uma doença autoimune (o organismo ataca a si mesmo) crônica que afeta, principalmente, o  intestino delgado. Ela ocorre devido a intolerância  permanente a uma proteína, o glúten. Alimentos como trigo, centeio, cevada, aveia e malte são ricos em glúten, sendo que seu consumo deve ser evitado pelas pessoas portadoras da patologia. A ingestão dessa substância causa danos às pequenas  protrusões, vilos, que revestem a parede do intestino delgado.

O que este artigo aborda:

Epidemiologia

Atualmente, estima-se que 1 em cada grupo de 100 a 200 pessoas nos EUA e na Europa tenha a doença celíaca. Porém, no Brasil ainda não há um número oficial sobre a prevalência da Doença. Uma pesquisa feita na população brasileira, publicada pela UNIFESP em 2005, teve como resultado  a  incidência de 1 celíaco para cada grupo de 214 pessoas, residentes em São Paulo. 

Fatores de risco 

As pessoas que possuem maior risco de desenvolver o problema são aquelas que possuem alguns fatores:

  • Diabetes mellitus do tipo 1;
  • Doença autoimune da tiróide;
  • Síndrome de Turner;
  • Síndrome de Williams;
  • Parentes portadores de doença celíaca.

Quadro Clínico

Os sinais e sintomas da doença celíaca podem surgir em qualquer idade, principalmente logo após a introdução do glúten na dieta. Dentre eles estão:

  • Diarréia crônica;
  • Prisão de ventre;
  • Inchaço;
  • Flatulência;
  • Irritabilidade;
  • Erupção na pele, acompanhado de coceira;
  • Pouco ganho de peso;
  • Atraso de crescimento;
  • Puberdade atrasada;
  • Anemia por carência de ferro;
  • Deficiência de cálcio;
  • Exames alterados, principalmente, os de função hepática.

As manifestações clínicas são principalmente intestinais.

Diagnóstico

Infelizmente pode levar anos para a doença celíaca ser diagnosticada. Para a comprovação da patologia, são realizados exames de sangue, que investigam a existência ou não do anticorpo anti-transglutaminase e do anticorpo anti-endomísio. Apesar de serem métodos altamente precisos, são insuficientes para o diagnóstico preciso.

A confirmação da doença só ocorre após visualização de mudanças nos vilos que revestem a parede do intestino delgado, sendo que essas alterações só podem ser vistas após biópsia do tecido. 

Tratamento

A base do tratamento dessa doença é evitar o contato com alimentos que contenham glúten, durante toda a vida do indivíduo. Ou seja, tentar não ingerir pães, cereais, bolos, pizza e outros produtos alimentícios ou aditivos que contenham trigo, aveia, centeio ou cevada. Com o glúten totalmente eliminado da dieta, a cura pode ocorrer.

Para a cura é necessário evitar alimentos contenham trigo, aveia, centeio ou cevada.

A doença celíaca é uma doença autoimune, crônica, porém quando tratada adequadamente, pode evoluir para a cura. Para isso, basta excluir da dieta os alimentos a base de glúten, proteína responsável em produzir a lesão instestinal.

O conteúdo "Doença celíaca: causas e tratamento" foi feito por Editorial MDT e distribuído por MundodasTribos na categoria Bem Estar em .

1

Pode ser do seu interesse

Tratamento Natural para Queda de Cabelo

Tratamento Natural para Queda de Cabelo

Lençol Térmico Preços, Onde Comprar

Lençol Térmico Preços, Onde Comprar

Tintas de cabelos para morenas

Tintas de cabelos para morenas

Pré-diabetes: o que é, como tratar

Pré-diabetes: o que é, como tratar

Cabelo de Nathalia Dill em Avenida Brasil

Cabelo de Nathalia Dill em Avenida Brasil

Cabelo com pontas coloridas verão 2012

Cabelo com pontas coloridas verão 2012