Dicas para educar um filho único

Muitos casais têm optado por ter apenas um filho, tanto pela falta de dinheiro quanto pela falta de tempo. Entretanto, vários deles acabam criando…

Para educar um filho único, é preciso ensinar-lhe regras de convivência. (Foto: Divulgação)

Muitos casais têm optado por ter apenas um filho, tanto pela falta de dinheiro quanto pela falta de tempo. Entretanto, vários deles acabam criando esse filho como se ele fosse um rei e o resultado não é dos melhores: ele fica egoísta, mimado e intolerante. Por isso, veja aqui algumas dicas para educar um filho único.

Em primeiro lugar, imponha algumas regras à sua casa: todos têm os seus deveres e os seus direitos. Portanto, tudo deve ficar bem claro para a criança. Portanto, chame-a para ter uma conversa séria e diga-lhe quais são as regras desse momento em diante. Entre as regras, inclua a rotina dela e a sua, as tarefas que devem ser realizadas por cada membro da família, a compra de presentes e o respeito que todos devem ter.

Como tudo foi explicitado nessa hora, quando o seu filho fizer birra para pedir algo que não esteja nas regras, você terá argumentos para não acatá-lo. E não se esqueça dessa dica: saiba dizer não nos momentos oportunos, ou você perderá o controle sobre a criança. Mesmo que ela grite, esperneie e chore, seja forte para negar até o fim.

Ensine o seu filho a fazer algumas tarefas desde pequeno: arrumar os brinquedos, arrumar a cama, enxugar a louça, colocar o seu prato na pia, entre outras. Portanto, nunca faça tudo por ele. Assim, ele será uma criança mais responsável e autônoma em qualquer lugar.

Ensine ao seu filho algumas tarefas para que ele seja um adulto autônomo e responsável. (Foto: Divulgação)

É importante que os filhos únicos convivam com outras crianças. Sendo assim, se não houver mais crianças na família ou na vizinhança, matricule-o em uma escolinha por meio período. Desse modo, ele ficará mais sociável e solidário, aprendendo a dividir o que tem com outras pessoas, além de não amadurecer rápido demais pela convivência excessiva com adultos.

Leia Também:  Corinthians na decoração: dicas, fotos

Quando alguém lhe disser que o seu filho fez algo errado, pergunte-lhe o que aconteceu, mas nunca acredite plenamente no que ele falar. Para tanto, questione outras pessoas sobre o que houve para ser justa com todos. Se o seu filho realmente estiver errado, repreenda-o, pois se você lhe der razão, estará criando uma pessoa sem caráter.

Educar bem um filho único não é acatar todos os seus pedidos e mimá-lo ao extremo. Amar um filho é educá-lo para a vida a fim de que ele se torne uma pessoa digna, respeitável e solidária.

Top