Descubra como melhorar o relacionamento familiar

O relacionamento familiar sofre interferências da falta de tempo, por conta de compromissos, e por desconhecimento do outro. […]

Por Redacao em 31/10/2011

Muitas vezes, o pouco tempo disponível para dedicar à vida familiar e o estresse do dia-a-dia fazem com que o relacionamento entre essas pessoas fique extremamente escasso, quando não abalado. Como então melhorar essas situações?

O conceito de família, assim como todos os outros, muda conforme o tempo e o espaço. Se antigamente o típico modelo familiar teria a figura do pai o dia inteiro trabalhando, a mãe em casa cuidando do lar e dos filhos e a estabilidade de um relacionamento a dois, agora já não é mais assim. Hoje em dia, a ideia que se tem está muito mais enfatizada nos laços afetivos do que na presença de certos membros. E foi por conta de tantas mudanças no mundo, tais como a modificação do mercado de trabalho, que levou a mulher a buscar emprego; a aceitação e popularização do divórcio; o advento da pílula anticoncepcional que deu a liberdade sexual e a decisão da maternidade, entre outros fatores, que mexeram na estrutura dos relacionamentos familiares.

Esses aspectos que interferiram a família não necessariamente destruíram os relacionamentos, contudo, existem aquelas que sofrem com a falta de diálogo, de carinho e, principalmente, de conhecimento da personalidade de cada membro, por conta da falta de tempo disponível para compartilharem experiências. Melhorar esse quadro familiar, só mesmo aproveitando as brechas para almoçar juntos, conversar e compartilhar experiências. Como muitos passam grande parte do dia na rua, por conta de trabalho ou estudos, o nível de intimidade pode diminuir em decorrência da falta de contato. Por isso, o mais interessante é usufruir bastante dos finais de semana ou daquelas horas disponíveis para poder conhecer bem aquele que está sob o mesmo teto, seja ele marido, filho ou esposa.

Uma outra opção para melhorar o relacionamento familiar é tentar enxergar as necessidades do outro, tentar ver o mundo pelo ponto de vista dele. Essa prática de compreensão é basicamente a ideia da relativização, tão falada e usada na Antropologia e que auxilia o trabalho dos profissionais dessa área. Eles que visitam populações distantes, por exemplo, têm esse jeito de conceber a vida de modo a entender a importância de certos aspectos para o próximo. Por isso, que tal relativizar também dentro de casa? Desse jeito, possíveis conflitos podem ser amenizados.

Top