Mitos e verdades sobre pressão baixa

As variações na pressão arterial muitas vezes é mal compreendida, resultando em várias crendices, que podem ser perigosas para a saúde de pessoas mais…

As variações na pressão arterial muitas vezes é mal compreendida, resultando em várias crendices, que podem ser perigosas para a saúde de pessoas mais desavisadas e que levam a sério alguns conselhos equivocados.  A pressão alta é um problema bastante comum e que geralmente é popularmente conhecido. Entretanto, a pressão arterial baixa, conhecida pelo nome técnico de hipotensão, é uma situação que também pode causar alguns transtornos. Fique por dentro do assunto e confira alguns mitos e verdades sobre pressão baixa.

A hipotensão é um problema mais frequente em mulheres. (Foto: divulgação)

Mitos e verdades sobre pressão baixa

  • A queda repentina da pressão causa tontura e mal estar

Verdade. A queda da pressão arterial é capaz de resultar em alguns sintomas bastante desconfortáveis, consequentes à diminuição do fluxo sanguíneo para regiões importantes do sistema nervoso central. As queixas mais comuns são tontura, escurecimento visual e fraqueza.

  • Escurecimento visual e tontura sempre são sinais de hipotensão

Mito. Na verdade, em mais de 90% dos casos de pessoas que se queixam de escurecimento visual, fraqueza e tontura, o problema de hipotensão não existe. O que acontece, na grande maioria das vezes, é que essa sensação acaba sendo desencadeada numa tentativa do organismo de se adaptar a uma nova condição do ambiente, como uma pressão atmosférica diferente ou maior umidade do ar. Por isso não podem ser considerados um problema e têm resolução espontânea.

  • A prática de exercício intenso pode causar pressão baixa

Verdade. Isso acontece porque a produção excessiva de suor é capaz de fazer com que o volume de sangue diminua, em consequência da desidratação do organismo, resultando na hipotensão. Felizmente essa situação pode ser resolvida com a simples ingestão de líquidos.

A hidratação resolve o problema de pessoas que praticam atividade física intensa. (Foto: divulgação)

  • Mudanças repentinas da posição do corpo causam pressão baixa
Leia Também:  Dicas de 5 cosméticos contra a celulite

Mito. As mudanças repentinas da posição do corpo, principalmente quando o indivíduo está deitado e se levanta muito rapidamente, são capazes de desencadear sintomas muito breves, que duram segundos. Isso acontece porque, na posição deitada, o corpo diminui a pressão com que envia o sangue para o coração e o cérebro. Ao ficar em pé, o organismo tem que readequar a pressão, dilatando e contraindo os vasos sanguíneos. Essa readaptação pode levar alguns segundos, resultando nos sintomas, que são chamados de hipotensão postural e não pode ser considerado pressão baixa, que seria uma condição mais duradoura.

  • Desmaios nem sempre são causados pela pressão baixa

Verdade. A hipotensão pode causar desmaios, mas essa não é a única condição capaz de cursar com esse tipo de problema. Tanto os desmaios como outros sintomas comuns no dia a dia, como o escurecimento da visão, fraqueza e tonturas, muitas vezes não têm relação nenhuma com a pressão sanguínea e, na grande maioria dos casos, também não colocam em risco a vida das pessoas. Várias alterações neurológicas, cardíacas e psiquiátricas podem cursar com esses sintomas, e por isso é necessário procurar orientação médica.

A hipotensão não é a causa mais comum de desmaios. (Foto: divulgação)

A pressão arterial é um assunto cercado de mitos e verdades, que muitas vezes confundem e levam as pessoas a tomar algumas medidas inadequadas. Para não colocar a saúde em risco é importante ficar por dentro do assunto.

Top